Com 150 cachoeiras, trilhas e muita tranquilidade, Delfinópolis, em Minas Gerais, é um paraíso do ecoturismo que vale a pena conhecer, considerado a porta de entrada para quem deseja visitar a Serra da Canastra.

O destino mineiro está localizado a 195 km de distância de Ribeirão Preto, em São Paulo, e a 400 km de Belo Horizonte. A estrutura para os turistas é muito boa tanto em relação à alimentação, à hospedagem e especialmente às atrações.

Descubra mais sobre as cachoeiras de Delfinópolis que atraem turistas de todos os cantos do Brasil até lá.

Serra da Canastra: um verdadeiro banquete para quem busca aventuras na natureza e delícias na cozinha!

Banhos de cachu em Delfinópolis

As cachoeiras mais conhecidas em Delfinópolis ficam dentro de complexos. O valor da entrada em cada um deles varia conforme o local. Confira os principais complexos:

Pousada e Cachoeira Paraíso

delfinopolis
Foto: Booking.com

Este complexo abrange oito cachoeiras. A primeira é a Cachoeira Paraíso, cartão-postal do local que fica a 100 metros da pousada. Seguindo a trilha, chegamos na Cachoeira Paraíso 2 — no final dela tem a prainha, um local legal para descansar e curtir as águas rasas dessa piscina natural que se forma com as águas da cachu!

Aproveite para ficar embaixo da água das quedas da Cachoeira Sofazinho e siga pela trilha até a Cachoeira Coqueirinho. Você vai adorar nadar na Cachoeira do Lambari, tirar muitas fotos na Cachoeira das Borboletas e enfrentar o caminho até a Cachu Vai Quem Pode, um verdadeiro pedacinho do céu. Se o tempo permitir, caminhe até a Cachoeira do Triângulo.

Quem resolver se hospedar na pousada encontra diárias na faixa de R$ 359 a R$ 374 — faça sua reserva na Pousada e Cachoeira Paraíso aqui. O preço para visitação das cachoeiras, para quem não fica hospedada no local, é de R$ 25.

Onde fica? Rodovia Delfinópolis – São João Batista do Glória km 5 – Fazenda Água Limpa.

Paraíso Perdido reúne cânions, piscinas naturais e cachoeiras em Minas Gerais

Complexo do Claro

delfinopolis
Foto: Wikimedia Commons

Este complexo conta com cinco cachoeiras e é um dos destinos mais populares em Delfinópolis. Localizada na zona rural, a 7 km do centro de Delfinópolis, a área fica em meio a matas e possui muitas trilhas para os visitantes aproveitarem bem o dia.

Quem visita o complexo é agraciado com as águas da Cachoeira do Tombo, Cachoeira da Paz, Cachoeira da Gruta, Cachoeira Tenebroso e Cachoeira Cidade das Pedras.

Os visitantes que ficarem hospedados no camping, nos chalés ou na pousada podem desfrutar dos passeios sem custos adicionais. O valor do ingresso para passar o dia no complexo e somente visitar as cachoeiras custa R$ 20.

A área para acampar é boa, com bastante sombra e infraestrutura legal. As diárias no camping custam R$ 40, enquanto nos chalés e na pousada o valor é de R$ 175. Para reservas e mais informações, consulte o site oficial.

Conheça as belezas naturais de Capitólio em Minas Gerais

Acqualume

delfinopolis
Foto: Acqualume

O Acqualume é outro complexo em Delfinópolis com cinco cachoeiras para os turistas curtirem as férias nesse paraíso.

O bom desse complexo é que as cachoeiras ficam bem pertinho do restaurante. A Cachoeira Maria Cândida, uma das mais bonitas de Delfinópolis, é a mais distante e fica a 700 metros, por exemplo.

Visite também a Cachoeira Acqualume, a Seriema, a Sempre Viva que é legal para crianças, e o Poço do Tesouro. O horário para visitar as cachoeiras é das 8h às 18h, sempre de sexta a domingo. A taxa de visitação custa R$ 15.

Assim como os demais complexos, o Acqualume também tem pousada para quem desejar ficar hospedado no local. As diárias custam em média R$ 500 já com a taxa de visitação inclusa. Faça sua reserva no Acqualume aqui.

Onde fica? Rodovia BR 464, km 2,5 Zona Rural, Delfinópolis.

Espia só: 23 cidades legais para conhecer em Minas Gerais

Vale do Céu

O Vale do Céu é uma verdadeira gracinha! Quem visita o local pode conhecer as seis cachoeiras do complexo, percorrendo um total de 1,6 km de trilhas.

O destaque é a Cachoeira Véu da Noiva com belas quedas d’água e muita curtição nas piscinas naturais que se formam aos pés da cachu. Além dela, ainda tem o Poço Baruinho, a Cascatinha, o Poço Brasil, a Cachoeira Vale do Céu e a Cachoeira do Funil.

O ingresso para day-use do recanto para conhecer as cachoeiras custa R$ 40. As opções de hospedagem no local são bem variadas, assim como os preços. Uma diária para o casal pode custar entre R$ 605 a R$ 1.000. Aumentando os dias de hospedagem, o valor vai reduzindo. Entre em contato pelo site oficial para receber a tabela atualizada.

Sacramento reúne cachoeiras e a maior gruta de arenito da América Latina em plena Serra da Canastra

O Vale da Gurita é outro local que você TEM QUE colocar no seu roteiro para visitar a Cachoeira Maria Concebida, a Zé Carlinho, a do Melado, a Cachoeira do Ouro e muito mais!

Haja fôlego! Já viu que vale a pena separar pelo menos uma semaninha para aproveitar o melhor da cidade 🙂

Importante! Fique de olho na previsão do tempo antes de visitar as cachoeiras. Caso as condições indiquem temporal forte, faça os passeios mais curtos, isso porque podem ocorrer enchentes.

Além das cachoeiras, a região também é indicada para quem curte trekking e mountain bike. As aventuras para quem segue para a Serra da Canastra começam em Delfinópolis. Seja a pé ou pedalando, os dias na cidade serão cheios de emoção.

Delfinópolis também é conhecida por ter o melhor queijo do mundo. Você precisa fazer um tour pelas queijarias do Vale da Gurita e do Porto Canastra para provar as produções de extrema qualidade e sabores inconfundíveis.

Já visitou esse pedacinho do paraíso? Conta aqui nos comentários como foi sua experiência 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *