A pequena vila de pescadores chamada de Cumuruxatiba, no sul da Bahia, foi a primeira praia descoberta por Pedro Álvares Cabral em 1.500, quando se encantou por este paraíso tropical chamado Brasil. Depois de muitos anos, hoje o local continua na Rota do Descobrimento, recebendo turistas de várias partes do mundo.

A cerca de 242 km de distância de Porto Seguro estava Barra do Cahy, onde aconteceu o primeiro contato entre os índios Aimorés e os portugueses, ou mais precisamente Nicolau Coelho, o matemático da esquadra de Cabral. Pós-período exploratório, o lugar passou por poucas transformações de impacto, mantendo-se preservado por um bom tempo. Daquele tempo, o que sobrou é a rota: dá para refazer o percurso dos navegadores em passeios de escuna.

Atualmente o balneário com pouco mais de 4 mil habitantes, dentro do município de Prado, conta com uma infraestrutura maior para receber os visitantes, contando com pousadas, hotéis, restaurantes, dois supermercados, duas farmácias, lojas e um posto de saúde. Não há hospitais, embora existam muitos médicos que residam na região e cumprem o papel de ajudar quem precisa.

Descubra mais lugares para conhecer na Bahia aqui!

Os atrativos naturais são o real motivo para arrancar suspiros de quem quer que pise em suas terras. Entre coqueiros e falésias, mangues e recifes de corais, estão as praias mais conhecidas da região: Ponta do Moreira, Barra do Cahy, Rio do Peixe, Japara Grande, Japara Mirim e Ponta do Corumbau, um dos destinos mais belos e isolados da Bahia, que conhecemos durante a viagem para Caraíva. O público também segue com embarcações rumo ao avistamento de baleias Jubarte, que chegam em águas brasileiras entre os meses de julho e outubro.

Os windsurfers encontram mar favorável o tempo todo, sem ondas, com ventos que sopram especialmente nos recifes de Coroa e de Pataxos, um dos principais pontos para mergulho. É em Cumuruxatiba que dizem ter o segundo maior pier do mundo em extensão, com 600 metros de comprimento, resultado da pesca de peixes, camarões e lagostas, um dos principais recursos econômicos dos moradores.

E tudo isso vai parar na mesa, é claro. A gastronomia é rica em sabores típicos do Nordeste, como a moqueca de camarão, vatapá com caruru, acarajé e porções diversas. Para englobar diversos gostos, também é possível encontrar paella valenciana, filé mignon e outros pratos que se inspiram na culinária internacional.

Com todas essas coisas somadas a um povo hospitaleiro e gentil, as razões para amar a Bahia só aumentam! Bora planejar essa viagem?

Como chegar: Cumuruxatiba está a 805 km de Salvador, então a maneira mais prática é descer no Aeroporto Internacional de Porto Seguro e depois seguir por terra, seja com ônibus (empresa São Geraldo), táxis, traslados ou alugando um carro, seguindo pelo seguinte trajeto:

Porto Seguro (BR-367) > Santa Cruz Cabrália > Eunápolis (BR-101) > Itabela > Itamaraju (BA-489) > Prado > Cumuruxatiba.

[+] Descubra os encantos de Trancoso, pertinho de Porto Seguro!

[+] 12 lugares para viajar no Nordeste

 Post por Brunella Nunes
 Fotos: reprodução/CumuruEcotour, Guia da Bahia e Hotel Cumuruxatiba

3 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *