Quem visita Cuba espera conhecer pelo menos duas coisas: uma sociedade comunista e a arquitetura antiga de Havana. Mas para sair da mesmice, indicamos um passeio imperdível em Varadero: a Cueva de Saturno, cenote de águas super cristalinas que chegam a até 22 metros de profundidade.

A formação geológica fica a cerca de 20 km de Varadero, fazendo parte da região de Matanzas. O cenário é repleto de estalagmites e estalactites, que são como lanças rochosas que partem de cima ou de baixo de grutas ou cavernas. As águas frias são de tom azul mais claro onde é mais raso e ficam mais escuras onde é mais profundo. Uma plataforma de apoio ajuda os turistas a descer em segurança.

Além de nadar, o público pode praticar snorkel (o equipamento pode ser alugado lá mesmo) e mergulho pelas duas galerias submersas a muitos metros abaixo da superfície, tour organizado por agências turísticas locais. É possível ver algumas criaturas marinhas, como barracudas, lagostas, camarões e acarás.

Para evitar a movimentação de grupos turísticos, prefira ir pela manhã ou no final da tarde. Por ser uma das atrações turísticas mais conhecidas de Varadero, vai ser difícil encontrar solitude na maravilha natural. Mas, fora da alta temporada, as chances de pelo menos ter menos gente concentrada aumentam e aí você pode curtir o lugar com tranquilidade!

Como chegar: é fácil ir até a Cueva. Basta pegar um táxi ou ônibus a partir de Varadero ou Matanzas. Paguei 35 CUC para ir e voltar de táxi a partir de Varadero, com o motorista esperando no local pelo tempo que for necessário.

Quanto custa: a entrada custa 5 CUC por pessoa. Há lanchonete, banheiro e estacionamento no local, que é aberto todos os dias.

Todas as fotos: Brunella Nunes/Equipe QCV

Conheça Son Doong, no Vietnã, considerada a maior caverna do mundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *