Viajar para lugares um tanto remotos e que não falam a nossa língua pode ser um tiro no escuro. Para não ficar com essa insegurança e ainda assim viver uma grande aventura, que tal conhecer a Patagônia Argentina com a ajudinha de brasileiros? O casal Mario e Janaina Barros se mudaram do Brasil para o “Fim do Mundo”, como é conhecida a cidade de Ushuaia, dispostos a ajudarem seus conterrâneos a explorarem um dos lugares mais legais da Terra e seus arredores.

Foi depois de uma viagem ao local, em 2010, que a dupla teve o primeiro insight para mudar, literalmente, de rumo. De volta ao Brasil, criaram uma página no Facebook para compartilhar fotos e detalhes da jornada, até que se tornaram uma referência para outros viajantes tirarem suas dúvidas e pedir dicas. Com as malas no carro (e o cachorrinho York), partiram numa expedição de 50 dias e mais de 10 mil quilômetros de estrada até o ponto mais ao sul do planeta.

Fazendo de Ushuaia sua morada a partir de 2014, ficou ainda mais fácil conhecê-la com a palma das mãos. Depois de organizar o chamado Mega Tour, que passa pelos principais pontos turísticos da cidade, criaram a agência Brasileiros em Ushuaia, uma das principais da região, chegando a receber mais de 10 mil turistas entre os anos de 2015 e 2016.

Expandindo ainda mais seus horizontes, a empresa cresceu e atualmente conta com mais um sócio a bordo, Luiz Fernando Barros, 30 funcionários, 9 veículos (off-road e vans) e atuação em mais dois destinos: Buenos Aires, uma das queridinhas dos brazucas, e El Calafate, onde fica o enorme glaciar Perito Moreno, uma das atrações mais famosas da Argentina.

Mas e aí, quais são os passeios?

Há várias opções de tours e excursões feitos pela Brasileiros em Ushuaia. O carro-chefe da casa é o Mega Tour, que parte do hotel rumo ao Parque Nacional Tierra del Fuego, o mais austral do país, com paisagens que misturam montanha, mar e lago. Depois de dar um belo passeio no Tren del Fin del Mundo, o roteiro inclui ainda visitas ao Glaciar Martial, ao Canal Beagle, a Playa Larga e ao Ice Bar, onde o brinde em uma taça de gelo é garantido. O preço (R$ 634,70) inclui transfer, almoço, guia, tour, entrada no bar e caminhada no Glaciar.

Para visitar somente o Parque Nacional, explorar suas maravilhas a bordo do trem, ver de perto o Lago Roca, a Bahia Lapataia e outros atrativos, o valor é de R$ 279,30.

Quando as temperaturas caírem, entre junho e outubro, não perca a chance de praticar esportes de inverno. A aula de snowboard (R$ 710,90) no Glaciar Martial é parada obrigatória, já que Ushuaia está entre os melhores lugares do mundo para a prática. Os iniciantes na modalidade tem aulas por duas horas com um professor antes de se arriscarem na neve. No final da brincadeira, vem a retribuição calorosa: chocolate quente para todos os alunos!

Como navegar é preciso, você também pode embarcar num catamarã rumo ao Canal Beagle (R$ 304,70). Rodeado pela majestosa Cordilheira dos Andes, é o lar de lobos marinhos, comorones (facilmente confundidos com pinguins!) e aves marinhas diversas, como albatrozes, gaivotas, cauquenes e patos.

Para desbravar novos horizontes em El Calafate, primeiro de tudo é imperdível uma ida ao Glaciar Perito Moreno, uma incrível geleira com 5 quilômetros de comprimento por 60 metros de altura faz parte do Parque Nacional Los Glaciares, em Santa Cruz. A visita guiada com transfer incluso custa R$ 355,45 e pode ser comprada pelo site.

Agora, se quer algo diferentão, aposte na manhã de campo e almoço da Estância 25 de Mayo (R$ 279,30). O turismo rural nos aproxima das raízes locais e esta é uma das propriedades pioneiras de El Calafate. Ali se criam ovelhas, vacas e cavalos, entre paisagens lindas de 17 mil hectares. A trilha passa por hortas, galpões antigos e o mirante Arroyo, o lugar perfeito para degustar vinho quente e carne de cordeiro.

Fotos: divulgação/Brasileiros em Ushuaia

*artigo patrocinado

Quando não está viajando pelo mundo, está viajando nas ideias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *