Imagine um mundo onde tudo funciona em harmonia com a natureza e as pessoas são felizes. A ideia parece beirar a perfeição e ela é colocada em prática no surreal bairro de Vauban, na simpática cidade de Friburgo, Alemanha. Desde os anos 1990 uma série de ações sustentáveis foram criadas até que o local se consolidasse como modelo a ser seguido.

Antiga base militar francesa, a área começou a ser planejada para até 5 mil habitantes entre 1995 e 1996 por meio de encontros da comunidade. A conscientização do uso de energia foi um dos primeiros assuntos a serem resolvidos e hoje as casas com painéis solares funcionam como micro usinas e geram mais energia do que consomem, direcionando o restante para a rede pública.

Por meio de cisternas, as casas também têm sistema de captação de água da chuva, que serve para o vaso sanitário e a irrigação do jardim. O conceito de bioclimatismo também foi uma preocupação para garantir que houvesse entrada de luz natural e calor na medida certa no inverno ou no verão. O lixo é 65% reciclado e todos os resíduos gerados são devidamente separados, sendo um dos grandes triunfos da cidade.

Vauban5

Ciclovias e bondes garantem a mobilidade da população da cidade, que evita o uso de automóveis. Ao todo, 70% das famílias não fazem uso dos mesmos. Os visitantes podem deixar seus carros em estacionamentos nas vias periféricas.

Conhecida como a “Toscana Alemã”, a cidade verde às margens da famosa Floresta Negra tem um rico centro histórico e pode ser visitada em um dia. O acesso é mais fácil se pegar um avião até Frankfurt e depois um trem de duas horas até Friburgo. Próxima da França e da Suíça, também fica fácil chegar até ela por estes destinos. Quem vai de Berlim enfrenta 9h de trem ou 5h de voo até Berne.

Vauban

Vauban3

Vauban4

Vauban2

Fotos: Daniel Schoenen

vauban9

Vauban6

vauban10

Vauban8

Post por Brunella Nunes
Fotos: reprodução

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *