Engana-se quem acha que em Minas não tem mar! Confira algumas dicas sobre a região que oferece inúmeros encantos e atrações aquáticas

O reservatório formado pela usina hidrelétrica de furnas, conhecido como Lago de Furnas, ou popularmente “Mar de Minas”, presenteou a região da cidade de Capitólio (MG) com a maior extensão de água do estado.

Os 1.440 km² de abrangência do lago equivalem a quatro vezes a Baia de Guanabara. Para se ter uma ideia do tamanho do lago de água verde-esmeralda, seus contornos alcançam 32 cidades. Entre essas cidades, a mineira Capitólio torna-se mais especial pois seu cenário é emoldurado por cânions que chegam a 70 metros de altura, além de grutas e cachoeiras, que fazem da região um lugar rico em atrações turísticas.

Atrações em Capitólio

Um dos cartões postais é o complexo da Cachoeira da Lagoa Azul, um braço do Lago de Furnas e um verdadeiro paraíso de águas transparentes onde é possível nadar e mergulhar à vontade. O local possui vários pontos para banho e duas cachoeiras, a primeira é a da Lagoa Azul. Já a segunda, cai direto na represa e é o local do badalado Bar Flutuante, onde é possível fazer um happy hour vendo o pôr do sol e curtindo a paisagem.

O local também é ponto de partida de escunas, lanchas e chalanas que fazem passeios pelos cânions da represa de Furnas. Para apreciar o conjunto da obra de Capitólio, essa é a melhor opção de locomoção para conseguir experimentar a sensação de imensidão do lago e chegar próximo de seus principais atrativos.

Mas nem só de passeios aquáticos é feita a Capitólio de Minas Gerais. As belezas da região são surpreendentes: cachoeiras, piscinas naturais, montanhas com trilhas fascinantes que podem ser exploradas por praticantes de trekking, rapel, mountain bike, cavalgadas, motociclismo, canoagem, entre muitas outras modalidades do turismo de aventura.

De carro, por exemplo, é possível chegar ao Paraíso Perdido. Um vale cortado pelo Ribeirão Quebra Anzol, com 18 piscinas naturais e 8 quedas d’água, que correm sobre pedras de quartzito predominante branco.

Já a Trilha do Sol percorre um caminho cercado pela vegetação de Cerrado. As cachoeiras possuem piscinas com águas cristalinas e de uma coloração amarelada devido a cor das rochas de quartzo no fundo. A trilha ainda percorre uma floresta repleta de samambaias, orquídeas, bromélias e musgos até chegar ao Poço Dourado, outro cartão-postal de Capitólio.

Para apreciar o visual do alto, vale subir até o Morro do Chapéu, a 1.293 metros de altitude. No alto do morro, há uma capela com uma imagem da Nossa Senhora dos Desamparados e um mirante que descortina o Lago de Furnas e os municípios ao redor. Turistas devotos trilham o caminho para agradecer à santa milagrosa os amparos recebidos.

Ao longo do percurso é possível ver os lajeados, chapadões e as muralhas de pedra construídas no início do século passado pelo artista e trabalhador rural Nestor Caetano. Essas muralhas eram utilizadas na época para delimitar propriedades, quando ainda não existia o arame farpado.

Com tanta água, não é de se estranhar que a especialidade gastronômica da região sejam pratos à base de peixe. Uma das principais iguarias locais é Traíra sem Espinha (ou Traíra Desossada). Ela é preparada em diversas versões e vários restaurantes locais. O Restaurante do Turvo é um dos mais tradicionais da região a oferecer o prato e uma recomendação de quem já viajou para Capitólio.

O tradicional frango caipira e o Queijo Canastra (Capitólio fica ao ladinho da Serra da Canastra) também fazem sucesso e podem ser encontrados em vários estabelecimentos da região.

E quem vai para Minas Gerais, também não pode deixar de experimentar uma boa cachaça artesanal. Na cidade de Capitólio, a fábrica da Cachaça Sossegada é uma parada quase que obrigatória. Além de degustar a bebida, é possível conhecer um pouco do processo de fabricação dessa cachaça que é produzida pela mesma família desde 1922. Lá ainda são vendidos doces caseiros, incluindo o famoso (e irresistível!) doce de leite mineiro.

Hotéis e pousadas em Capitólio

No quesito hospedagem existem inúmeras opções no município.  Além de casas de aluguel em condomínios como o Escarpas do Lago, em região privilegiada da cidade, há muitos hotéis e charmosas pousadas em Capitólio.

Os que gostam de mais mimos e luxos, as dicas de hospedagem na cidade mineira são a Kanto da Ilha Suítes & Spa e o Engenho da Serra Hotel e EcoResort.

Bem no centro da cidade e, com um bom custo-benefício, a recomendação é o Cyrilo’s Palace Hotel e Hotel Minastur (ambos com reservas disponíveis pelo booking).

Já quem curte de ficar mais próximo da natureza, as dicas de pousadas em Capitólio são Lagoa Azul, Trilha do Sol e Cachoeira do Lobo– todas são próximas das atrações de mesmo nome e recomendadas por viajantes que já passaram pela região.

Buscando dicas de onde viajar pelo Brasil? Confira dicas e custos no Quanto Custa Viajar!