Quem visita a simpática cidade de Oaxaca, no México, mal imagina que a apenas 70 km dali estão algumas das paisagens mais incríveis do país. São as cascatas petrificadas de Hierve el Agua, localizadas no município de San Lorenzo Albarradas.

Durante milhares de anos, a água destas cascatas escorria pelo local com uma alta concentração de minerais, como enxofre, cálcio e potássio. Em contato com o ar, esta água foi aos poucos se petrificando e formando as incríveis esculturas naturais que os visitantes encontram durante a visita ao local. Hoje, parece que o tempo parou naquelas águas, que se detiveram durante sua queda de uma maneira mágica.

hierve1

Foto: Profdephysique Pedro/Wikimedia Commons

Na parte superior das cascatas há pequenas nascentes de onde a água brota. É em sua queda que, devido à alta carga de minerais, esta água vai deixando uma quantidade mínima de sedimentos que, com o passar dos anos, forma esta grande escultura esculpida pela mãe natureza durante centenas de milhares de anos. A única formação similar no mundo é a de Pammukkale, na Turquia.

hierve2

Fotos: Boninho~commonswiki/Wikimedia Commons

O nome Hierve el Agua se deve aos mananciais que se encontram por lá, cuja água parece ferver não pelas altas temperaturas, que giram em torno de 22 e 25 graus, mas pelos gases minerais que contém e fazem com que a água apresente pequenas bolhas de gases.

hierve4

Foto: AlejandroLinaresGarcia/Wikimedia Commons

Acredita-se que, por sua beleza e mistério, o lugar tenha sido considerado sagrado para o povo zapoteco, que habitava a região. As águas petrificadas de Hierve el Agua também já despertaram a atenção de diversos campos do conhecimento, como geólogos, biólogos e arqueólogos. Há ainda quem diga que estas águas possuem propriedades medicinais, curando desde indigestões até caspa e problemas de pele.

hierve6

Foto: Laloixx/Wikimedia Commons

Para visitar toda a beleza destas cascatas, o viajante precisará tomar um tour com uma das agências de turismo locais ou alugar um carro para chegar até lá – o que não é recomendado na temporada de chuvas, já que as estradas exigem muita perícia. Mesmo assim, é certo que ao se deparar com paisagens como esta qualquer esforço faz com que o passeio tenha valido a pena. 😉

hierve8

Foto: Lavintzin/Wikimedia Commons

Post por Mariana Dutra

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *