Aqui no Quanto Custa Viajar, nós sempre buscamos oferecer dicas e informações para que nossos leitores economizem durante suas viagens. E não é que uma das mais simples delas é optar por companhias aéreas low cost na Europa? Comprar as passagens certas e sem cair em armadilhas permite conhecer o continente gastando muito pouco.

É até difícil de acreditar que ainda não tínhamos feito um texto específico sobre esse assunto, não é mesmo? Pois é, já trouxemos tantas dicas para economizar na Europa que fomos adiando falar sobre um dos assuntos que mais causam confusão entre os viajantes que vão para o continente pela primeira vez.

Como viajar low cost na Europa?

Há muitas maneiras de viajar com companhias low cost na Europa. Aqui, vamos explicar algumas coisas que você deveria saber antes de comprar a passagem para que os preços baixos não acabem sendo apenas no papel. Além disso, ao final do texto, preparamos uma lista com as diversas empresas aéreas low cost que atuam no continente. 🙂

Antes de comprar a passagem, saiba que cada companhia tem suas regras específicas, mas há alguns pontos comuns entre elas que podem encarecer (e muito!) a sua viagem. Afinal, não adianta conseguir uma passagem por € 20 se você for desembolsar o dobro desse valor em adicionais.

Vem entender como funciona e o que você deveria fazer para manter os preços baixos sem surpresas.

Escolha bem o aeroporto

Há algumas armadilhas que os mochileiros de primeira viagem devem evitar ao voar com companhias aéreas low cost na Europa. Muitas vezes, os voos escolhidos não têm como destino o principal aeroporto de uma cidade, mas sim algum terminal mais distante, em zonas bastante afastadas.

A Ryanair é campeã de fazer essas pegadinhas com os viajantes, que compram passagens para o aeroporto de Paris-Beauvais e descobrem que descerão do voo bastante longe da capital francesa. A distância não é o único problema: muitas vezes, estes terminais contam com pouca oferta de transporte e será necessário desembolsar alguns euros não planejados para poder chegar ao seu destino. No caso de Paris-Beauvais, o ônibus que leva os viajantes até a estação de Porte Maillot (de onde é possível seguir em metrô a outras áreas da cidade), custa € 15,90 somente ida ou € 29 ida e volta – e o trajeto demora 1h15.

Duas pessoas esperam sentadas em um banco no aeroporto
Foto: Claudio Schwarz | @purzlbaum

Quem vai para Barcelona com a companhia aérea pode se surpreender ao descobrir que os aeroportos de Reus e Girona não ficam na cidade – eles estão localizados inclusive em outras províncias espanholas. Se a sua passagem tiver estes destinos, prepare-se para pelo menos uma hora de viagem extra até a capital catalã.

O mesmo ocorre com Frankfurt. Se o seu ticket tiver como destino “Frankfurt Internacional”, não tem erro. Em compensação, se as passagens forem emitidas para Hahn, é bom saber que o ônibus para o terminal pode custar até € 19 – muitas vezes mais caro do que as próprias passagens aéreas.

Fique atento aos horários

Outro problema comum enfrentado por quem viaja com low costs na Europa são os horários dos voos. Ao pesquisar as passagens, você verá que as mais baratas normalmente saem pela manhã bem cedo, por volta das 6h.

Mesmo que você tenha espírito de aventura ou adore madrugar, isso pode se tornar um problema quando somado ao item acima. Digamos que você compre uma passagem para um dos aeroportos nos cafundós da Europa, com saída às 6h. Você terá que chegar cerca de 1 hora antes ao aeroporto e a viagem até ele pode levar em média 1h30. Então… o melhor seria sair de casa às 3h30. Já pensou quanta disposição vai sobrar para curtir o destino?

Considere se gastar uns € 5 ou € 10 a mais não garantiria uma passagem melhor. A escolha certa pode garantir uma boa noite de sono e se transformar em uma economia no final das contas. Em muitos casos, será interessante trocar o voo low cost por uma viagem de ônibus pela Europa – elas costumam ser mais baratas e razoavelmente cômodas.

Fuja dos extras

Parece incrível comprar uma passagem aérea por menos de € 10, né? Porém, você vai ver que será necessária muita destreza para fugir dos extras que os sites das companhias low cost buscam empurrar a cada compra.

Em alguns casos, bagagens extras, marcação de assentos e seguro viagem são adicionados magicamente ao seu carrinho sem que você perceba. Essas pegadinhas podem encarecer a viagem e fazer com que você pague mais do que se viajasse com uma companhia aérea comum.

Por isso, fique atento a cada um dos passos da compra para evitar aceitar algum extra indesejado. Você provavelmente já contratou o seu seguro viagem (em alguns países, ele é obrigatório) e definitivamente não precisa marcar o assento (famílias com crianças pequenas têm o direito de viajar juntas). Quanto à bagagem…

Bagagem

Com as restrições da franquia de bagagem no Brasil, estamos cada vez mais nos acostumando a viajar com menos. É ótimo ter menos coisas para carregar e o menor peso das aeronaves também contribui para diminuir as emissões de CO². Mesmo assim, tem quem não consiga restringir-se a uma mala de mão na viagem.

Acontece que muitas companhias aéreas low cost cobram caro pelo despacho de bagagem. Algumas delas, como a Wizz Air, permitem levar apenas um objeto pessoal que caiba sob o assento durante a viagem – qualquer coisa maior do que isso é paga separadamente e os custos podem chegar a € 100.

Dica: caso precise despachar sua bagagem, adquira esse adicional no momento da compra da passagem aérea. Pagar pela bagagem de porão no aeroporto sairá mais caro em 99,9% dos casos.

Pessoa segurando uma mochila preta
Foto: Scott Webb

Se estiver viajando com mais de uma mala, considere se, somando os custos da passagem + bagagem de porão + transporte para o aeroporto, o voo não sairá mais caro do que viajar em trem, por exemplo. Colocar todos esses valores na ponta do lápis pode render uma boa economia em alguns casos, principalmente para viagens dentro de uma mesma região.

Como comprar passagens low cost na Europa?

Uma boa dica para pesquisar passagens low cost é usar o site Skyscanner ou conferir nossa ferramenta de passagens aéreas baratas. Com isso, você irá encontrar os melhores valores e rotas entre diferentes destinos. Se preferir, é possível ficar de olho diretamente nos sites das empresas listadas abaixo, que costumam sempre oferecer ótimos preços para voar na Europa.

Principais companhias low cost

  • Aer Lingus – com base em Dublin, a companhia irlandesa voa para 164 destinos.
  • airBaltic – a companhia serve mais de 70 destinos.
  • easyJet – cobre praticamente toda a Europa, além de contar com destinos no Norte da África e Oriente Médio.
  • Norwegian – foi considerada  a melhor low cost de longa distância do mundo e tem inclusive voos baratíssimos para o Brasil.
  • Ryanair – uma das principais low costs do continente, presente em 83 aeroportos de 37 países.
  • Vueling – a companhia espanhola oferece um total de 132 destinos no continente.
  • Wizz Air – húngara, inclui 147 destinos em 44 países, com destaque especial para aqueles do leste europeu.
Passageiros a caminho de um avião da empresa Ryanair
Foto: Ludomił

Veja mais opções

Confira quais os destinos mais baratos do mundo para viajar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *