Como tirar as crianças do tédio: um guia de ideias, das férias aos finais de semana

Como tirar as crianças do tédio: um guia de ideias, das férias aos finais de semana



“Mãe, tá chegando?” é a frase máxima que indica o começo das suas sonhadas férias e também o quanto os pimpolhos podem nos enlouquecer se não tiverem ocupação. Para divertir os pequenos e garantir menos dor de cabeça, se jogue nas altas aventuras que separamos nesse guia de sobrevivência: como tirar as crianças do tédio, seja nas férias ou nos finais de semana.

No mundo dos adultos, tudo parece tão óbvio que chega a ser sem graça. Mas é muito importante que participem ao máximo da vida da suas crias e não apenas as distraiam com telas multicoloridas (leia-se tablets, TVs e celulares). Pode ser divertido imergir na imaginação infantil, e inserir um pouco do lado lúdico no cotidiano também traz benefícios inclusive no trabalho, porque desperta o lado criativo.

Para proporcionar um bom crescimento aos pequenos cidadãos do mundo, invista em experiências e não em coisas. O desenvolvimento infantil pede desafios, amizades, descobertas, aprendizados, pés no chão e cabeça nas nuvens.

Que comecem as brincadeiras! \o/

Fazendinhas

Uma boa maneira de proporcionar contato com a natureza é levar as crianças para as fazendinhas. Elas estão presentes não só em cidades do interior, como a poucos quilômetros de grandes centros urbanos. Por lá, meninos e meninas podem explorar novos territórios, conhecer a origem dos alimentos em hortinhas, tocar e alimentar animais como bezerros, ovelhas, coelhinhos, entre outros. É uma imersão interessante e, muitas vezes, num universo completamente diferente da rotina. Os hotéis fazenda são uma boa opção para quem quer passar um fim de semana cheio de atividades, inclusive monitoradas, dando uma trégua para os pais.

Hotel Fazenda Dona Carolina

Fazendinha Estação Natureza

Parques de diversões

Como o nome já diz, os parques de diversões fazem os olhos de qualquer criança brilharem. Aliás, é inegável que os adultos também se entreguem aos brinquedos que passam por experiências sensoriais diversas. Além da tão sonhada Disney, sugerimos também o lúdico Parque Efteling, na Holanda; Coney Island, em Nova York; o parque da Ferrari, em Barcelona; o parque Unipraias, em Balneário Camboriú; Alpen Park, em Canela; o Snowland em Gramado; o Ski Park em São Roque; o Hopi Hari e o parque da Mônica, em São Paulo.

Existem também os tradicionais parquinhos de rua, que custam nada e divertem muito. Uma iniciativa muito bacana é o Alpapato, um parque inclusivo com 15 brinquedos adaptados para crianças com dificuldades físicas e/ou intelectuais. Fica na AACD do Parque da Mooca, em SP.

Dá-lhe água!

Assim como os parques de diversões, os parques aquáticos conseguem fazer a alegria da garotada, que dispensa nas águas todas as suas energias. São inúmeras opções espalhadas por todo o Brasil e pelo mundo. O parque aquático de Fortaleza, o diRoma Acqua Park e o Hot Park de Goiás, o Thermas dos Laranjais em São Paulo e o Arraial D’Ajuda Ecopark, na Bahia, são alguns dos mais famosos país.

Além disso, é claro que você também pode curtir as praias e as piscinas naturais, que costumam ser tranquilas para quem tem filhos pequenos. Ali também se praticam atividades como snorkel e mergulho, aproximando-os da vida marinha. Fernando de Noronha, Bonito, Nobres, Ilha Grande, Porto de Galinhas, Ilhabela, Caribe, Polinésia Francesa e Austrália são algumas das opções.

Aventura na floresta

Uma expedição na mata: que tal? Com auxílio de agências de ecoturismo, você e sua prole podem ter um dia bem divertido no meio da natureza, descobrindo espécies da fauna e da flora, respirando ar puro e fazendo pic nic. Não precisa se perder para viver uma grande aventura, é claro, então conte sempre com guias especializados e licenciados, que sabem indicar trilhas bem estruturadas, de baixo grau de dificuldade. Grupos de escoteiros também são ótimos aliados de crianças e adolescentes. Confira algumas opções:

Mão na massa

Com a febre Master Chef, pode ser que seu filho ou filha tenha despertado seu lado chefinho. Além de colocar suas ideias em prática em casa, alguns estabelecimentos especializados oferecem experiências gastronômicas interessantes. Visite fábricas de chocolate ou agende aulinhas de culinária para revelar e/ou incentivar os talentos da sua cria! Se não der certo, tudo bem…já é um começo. Afinal, quem nunca teve que fazer um miojo na vida?

Em Gramado e Canela (RS), há várias opções, como as fábricas Caracol, O Reino do Chocolate e Florybol (lá tem até uma pista de patinação feita de cacau!). Em Campos do Jordão (SP), tem a fabriquinha da Sabor Chocolate. Em São Paulo, o parque KidZania deixa a molecada a vontade para exercer várias profissões com a mão na massa, incluindo a de chef.

Acampamentos

Ah, os acampamentos…é um perrengue, mas definitivamente está na lista de mil coisas a serem feitas antes de morrer. A boa notícia é que eles podem acontecer no quintal da sua casa, na praia, na mata ou na quadra da escola. Com uma mera barraca as crianças já conseguem ser felizes, agora imagina se fizerem o pacote completo de um camping! Descubra os melhores campings do Brasil neste post e prepare-se para a jornada.

Na falta de tempo para acompanhar, é legal inscrever as crianças em um grupo de escoteiros ou simplesmente mandá-las para uma colônia de férias que proporcione essa experiência. A República Lago, em Leme (SP), oferece inúmeras opções para os filhos darem uma trégua aos pais! Pacotes de 6 dias a partir de 3.410,00 a vista. Outra ideia pra lá de divertida é o Girls Rock Camp, que transforma garotas em rockstars! O acampamento musical para meninas acontece durante o recesso escolar no interior de SP.

Deu onda!

Aulinhas de surf e Stand Up Paddle são ótimas atividades para os pequenos! Além de ajudar a capacidade física, proporciona bem-estar. A faixa etária indicada é a partir dos 8 anos, mas até mesmo crianças de cinco anos já podem ensaiar os primeiros passos na modalidade.

Diversos profissionais e escolinhas espalhadas pelo Brasil ajudam a introduzir a criança ao esporte, com segurança e acompanhamento. As aulas podem ser nas piscinas ou nas praias, e, no caso do Stand Up Paddle, em lagoas tranquilas, como acontece nas Ilhas Tijucas, no Rio de Janeiro; e na Lagoa da Conceição, em Floripa.

Passeio de trem

As linhas ferroviárias têm seu charme e muitas delas se mantém em pleno funcionamento desde 1800 e tralalá. Embarcar numa viagem dessas, curta ou longa, oferece um passeio fora da rotina e com direito a paisagens incríveis. É como se você estivesse numa cápsula do tempo e essa pode ser a narrativa ideal para sua prole inventar mil histórias ao longo da jornada.

O Papai Noel existe sim, tá?!

Tudo bem, estamos em 2018 e essa história de bom velhinho está ficando pra trás. Mas para quem ainda cai nessa, saiba que a época do Natal oferece diversas opções de passeios para toda a família e condiz com o período das férias escolares e/ou dos feriados de Novembro.

A cidade de Gramado já é referência em assuntos natalinos e proporciona uma porção de atividades lúdicas, apresentações musicais e shows de luzes nesse período (saiba mais aqui). O mesmo acontece em Blumenau, Campos do Jordão, na Disney e na Lapônia, onde fica a verdadeira Aldeia do Papai Noel.

Esporte é vida

Gastar as energias praticando alguma atividade física ou esporte é a melhor maneira de uma criança dormir feliz. Fazer esporte só traz benefícios para o desenvolvimento, basta encontrar a atividade com a qual ela mais se identifica. Pelo Brasil e pelo mundo se espalham pistas de skate e patins, campos de futebol, quadras de basquete, piscinas para natação (inclusive públicas) e até lugares com escalada indoor, como a Casa de Pedra, em São Paulo.

Centro de Esportes Radicais em SP | Foto: Brunella Nunes

Livros também são divertidos

Está passeando ou viajando numa cidade e não sabe mais aonde levar os pimpolhos? As livrarias são uma boa alternativa! Além de ter lá a seção infantil, várias delas contam com uma programação especial para crianças, e, em alguns casos, têm projetos super interessantes para atrair a atenção do público mirim.

A livraria Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo, tem uma área enorme só para as crianças, enquanto a livraria NoveSete (foto 1) é totalmente dedicada a elas. No Rio de Janeiro, a Bicho que Lê tem contação de histórias e outras atividades para os pequenos. Em Curitiba, as opções são as livrarias Letternet e Navegadores. Fora do Brasil, tem a Abracadabra, em Barcelona, com livros infantis em oito idiomas, inclusive português; a Poplar Kids Republic (foto 2), em Pequim, com 3 mil exemplares infanto-juvenis; entre outras.

Rolêzinho cultural

Falando em livrarias, por que não levar a sua prole para conhecer os museus e galerias de arte? Pode ser entediante visitar mostras de arte abstrata com crianças pequenas, mas existem instituições culturais específicas para atrair o olhar desse público e também museus interativos, onde dá para interagir com os espaços, criando uma experiência imersiva. Confira abaixo o que indicamos:

  • Museu da Imaginação, em São Paulo
  • Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro
  • Museu do Vídeo-Game (itinerante; checar cidades no site oficial)
  • Lego House, na Dinamarca
  • Museu da Infância, em Londres
  • Exploratorium, na Califórnia
  • DiMenna e Children’s Museum de Manhattan, em Nova York
  • Miami Children’s Museum, em Miami
  • Museu de Los Niños, em Buenos Aires (foto)
  • Museu Artequín, em Santiago

Terra à vista!

Outra forma bacana de unir o útil ao agradável sem muito esforço são os cruzeiros. No Brasil, os navios geralmente fazem a rota por Santos, Ilhabela, Rio de Janeiro e Salvador. Daqui também partem embarcações rumo a Argentina e Uruguai. Para ir a outros lugares do mundo, é preciso ir até alguma cidade em que o porto esteja incluso no roteiro, e Miami entra como uma boa opção, pois de lá partem diversas opções, inclusive o cruzeiro da Disney.

Se a grana está curta, opte por passeios mais simples, a bordo de um barco ou canoa, que também tiram a criança da rotina e podem atraí-las para um universo onírico. Além disso, de quebra te levam a um novo destino. O transporte fluvial, chamado de Buquebus, entre cidades do Uruguai e Argentina, também é bacana para uma viagem a custo razoável, cerca de R$ 200.

Uma ideia interessante é o barco pirata de Balneário Camboriú, que sai do trapiche na Barra Sul em direção a praia Central e Ilha das Cabras, parando na praia de Laranjeiras. Piratas a bordo entretém os passageiros. O passeio (ida e volta) está R$45,00 adulto; crianças de 06 a 12 anos R$ 23,00 (mediante apresentação de documento) e acima de 60 anos R$ 23,00 (mediante apresentação de documento). Gratuidade para menores de 5 anos.

Em nome da ciência

Unir aprendizado e brincadeira é uma ótima pedida! Lugares científicos que proporcionam atividades infantis tornam o assunto tão interessante, que até os adultos não querem mais ir embora. Dá para se distrair um dia inteiro em parques, museus e centros tecnológicos abertos a visitação. É uma descoberta atrás da outra e…eureka! Você já pode se considerar mãe ou pai do ano! Saiba onde levar a molecada:

  • Parque CienTec da USP, em São Paulo
  • Museu Catavento, em São Paulo (foto)
  • Planetários (SP, RJ, ES, Curitiba, Bahia, etc)
  • Museu de Ciências e Tecnologia da PUC-RS em Porto Alegre
  • Espaço Ciência, em Olinda
  • Planetário e Centro Cultural da Ciência de Buenos Aires
  • Science Museum, em Londres
  • Griffith Observatory, em Los Angeles
  • Nemo Science Museum, em Amsterdã
  • Museu de História Natural e NY Hall of Science, em Nova York

Que os jogos comecem!

Sim, os jogos distraem adultos, adolescentes e crianças desde a arca da velha. Seja no tabuleiro, no tablet, no smartphone, no vídeo-game, no fliperama ou no computador, os jogos são capazes de nos distrair por horas. Mas existem algumas alternativas bacanas para unir a família toda e não apenas deixar a criança jogando sozinha na frente de uma tela qualquer.

As luderias ou casas de jogos têm ganhado espaço no Brasil e no mundo, reunindo uma porção de opções para variadas idades. Os bons e velhos fliperamas estão mais escassos, mas ainda divertem o público. Novidade, os jogos de escapada também fazem a alegria dos pequenos, embora as opções infantis sejam reduzidas ainda.

  • Escape Junior, em SP
  • Terra Magic Jogos de RPG, em SP
  • Taverna Medieval (hamburgueria com jogos de RPG) em SP
  • Ludus Luderia, em SP
  • SP Diversões e Lord’s Diversões (fliperamas e etc), em SP
  • Board and Burguers e Dice’n’Roll Coffee Tales Geek Niterói (RJ)
  • Funbox Boardgame Café, Nerdz e Vila Celta, em Curitiba
  • Nerdz e Lends Club em Porto Alegre
  • Café Lúdico, em Fortaleza
  • Alaloum Board Game Cafe em Atenas (Grécia)
  • Rollplay em Toronto (Canadá)

[+] 6 lugares divertidos para viajar com as crianças

Post por Brunella Nunes
Fotos: divulgação

Para onde viajar
Eu tenhoBudget
e quero viajar porDias
Para onde viajar

+ Não há comentários

Comente