Durante o planejamento de uma viagem para o exterior, surgem alguns dilemas. Entre eles estão as dúvidas sobre como levar dinheiro em viagens internacionais, qual seria a melhor opção e etc. Neste post reunimos algumas informações e dicas que podem te ajudar na decisão.

Com o aumento do Imposto sobre Operações Financeiras, o “querido” IOF, a opção mais econômica ainda é utilizar papel-moeda. Mas ninguém quer ficar circulando com muito dinheiro por aí, então os cartões acabam saindo à frente por sua segurança e praticidade. Além disso, é possível negociar a taxa de câmbio de cartões pré-pagos.

Confira as dicas abaixo e fique de olho nas suas economias.

Como levar dinheiro em viagens internacionais aventura

Como levar dinheiro em viagens internacionais

Dinheiro em espécie

Esta é a opção mais em conta para o viajante, já que a taxa IOF é menor do que nas compras feitas com cartão. Além disso, evita gastos desenfreados e é mais indicado para viagens curtas. O problema maior é a segurança, afinal, em caso de perda ou roubo, não há chances de recuperar a grana, e ainda pode te prejudicar em caso de imprevistos.

Cartão pré-pago

Funcionando como um cartão de débito, os pré-pagos são práticos, permitem o saque em caixas eletrônicos, são recarregados pela internet e podem incluir mais de uma moeda no mesmo cartão, o que é ótimo para quem viaja por vários países. Além disso, em caso de roubo, furto ou perda, pode ser reposto em até 72 horas, recuperando o valor que havia nele. O IOF, porém, é mais alto do que em papel-moeda, mas algumas casas de câmbio negociam a taxa. Outra desvantagem é a cobrança de taxas para saques e por inatividade, referente ao tempo em que não se usa o cartão.

Cartão de crédito internacional

O cartão de crédito precisa ser bastante controlado, mas permite que o viajante pague algumas contas só depois, aproveitando ainda a possível desvalorização da moeda estrangeira até a data de pagamento da fatura. Além de ser uma opção segura, pode ter uma taxa mais vantajosa do que os cartões pré-pagos, mesmo com o IOF de 6,38%. Como desvantagem, a reposição pode ser demorada em caso de perda, furto ou roubo; limite poder ser um tanto baixo, além da taxa da moeda poder variar tanto para menos quanto para mais até o fechamento da fatura.

Cartão de débito internacional

O débito é menos arriscado do que o crédito, já que o viajante já paga a transação da moeda no dia da compra e não futuramente. Também é bom para quem vai planejar os gastos acompanhando a taxas de câmbio, além de ser uma opção mais segura do que o dinheiro em espécie. Apesar do IOF ser mais alto, pode ser também negociado com o banco de sua preferência. Em casos de perda, furto ou roubo pode ter demoras na reposição e a taxa de saque em moeda internacional pode ser bem salgada, até maior do que a do cartão pré-pago.

Abrir uma conta no exterior

Pode ser que isso nem tenha passado pela sua cabeça, mas vale a pena consultar. O Banco do Brasil e o HSBC permitem a abertura de contas no exterior e assim se pode fugir de taxas e do IOF alto. O cartão emitido pode ser usado em saques e pagamentos em qualquer lugar do mundo, além de haver a chance de transferir dinheiro pelo internet banking.

Resumindo…

O ideal é que o viajante tenha sempre mais de uma opção no bolso quando for para o exterior. É sempre bom levar um pouco de dinheiro em espécie e separá-lo para alguns gastos, e algum cartão destinado a imprevistos, emergências, reservas em hotéis, entre outros. Lembre-se de desbloquear o cartão internacional antes de sair do país com dias de antecedência da viagem.

3 comentários

  1. OK, levar em espécie não paga IOF, mas com os preços cobrados no paralelo, vale a pena?
    Fui olhar as cotações hoje e valia a pena, desde que encontrasse o dólar paralelo pelas cotações indicadas. Mas em geral é mais caro. Já fizeram alguma comparação desse tipo?
    E outra possibilidade, comprar cartões pré-pagos no exterior, com dinheiro vivo. Vale a pena?

    1. Liomar é questão de sair pesquisando formas, cotações, taxas… Não sabemos da informação de comprar um cartão pré pago lá fora com dinheiro vivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *