Quando falamos sobre Roma, na mesma hora vem em mente a atração mais famosa da cidade: o Coliseu! Localizado bem no coração da cidade, a arena com tamanho monstruoso tinha capacidade inicial para receber 50 mil espectadores que ficavam sentados nas arquibancadas distribuídas por cinco níveis.

No 5º anel, por exemplo, na plateia mais distante da arena, ficavam os mais pobres e uma área reservada só para as mulheres. Nas primeiras filas e nos níveis mais próximos à arena ficavam os mais ricos e poderosos de Roma, sendo que nessa área até o chão era feito com mármore carrara.

A construção do Coliseu foi iniciada pelo Imperador Vespasiano, que queria cativar o povo romano com a política de pão e circo. Porém, o imperador morreu antes do Coliseu ficar pronto. Quem assumiu o poder e finalizou a construção foi seu filho Tito, em 80 d.C.

Para inaugurar a arena com tudo, Tito organizou 123 dias de jogos violentos e históricos da Itália. No Coliseu se aplaudia e também se massacrava. Era homem contra homem ou homem contra animal:  um verdadeiro jogo de morte! As batalhas sangrentas causaram mais de 50 mil mortes, tanto de gladiadores quanto de animais.

Com 48 metros de altura, o Coliseu era todo claro e revestido com mármore branco travertino. Feito em formato elíptico, para que para que todos os espectadores tivessem uma boa visão do espetáculo, a arena tinha dimensões do tamanho de um campo de futebol!

Não espere mais: encontre passagens aéreas para Roma com os melhores preços aqui!

É impressionante como tudo dentro do Coliseu chama a atenção, tanto pela história quanto pela construção. As estruturas do Coliseu já resistiram a incêndios e a terremotos, passando por restaurações ao longo de sua existência. Hoje, só vemos o esqueleto dessa mega construção. Se você está em Roma, visitar essa atração deve ser o item número 1 do seu roteiro!

Cheguei! Como faço para ir ao Coliseu?

coliseu
Foto: Andressa Xavier Pellanda

A melhor maneira de ir ao Coliseu é de metrô. Em Roma, o trânsito é uma verdadeira loucura. Além do grande fluxo de veículos, é muito difícil achar vagas para estacionar os carros. Alugar um automóvel pode ser uma dor de cabeça em Roma. Por isso, aposte no transporte público!

De metrô, você vai descer na estação Colosseo. Logo na saída da estação, enquanto sobe as escadas que dão acesso à rua, você será impactada de cara com o anfiteatro milenar. De coração: é uma emoção inexplicável!

Ver aquela construção histórica no meio da cidade, com carros passando pela lateral, é surreal. Você se sente tão hipnotizada que mal percebe a quantidade de turistas andando pela região.

Quer dicas de onde se hospedar em Roma? Acessa aqui 😉

Chegando lá, dê uma volta a pé pelas redondezas. Do outro lado da rua, mas ainda de frente para o Coliseu, existe uma escadaria, que dá acesso à rua. Vá até lá e fique algum tempo namorando o Coliseu, vendo cada um dos arcos e imaginando como seria ver tudo aquilo lá em 80 d.C.

Dica: você pode ir, primeiro, no Coliseu no fim do dia, para curtir o entardecer e ver as luzes do anfiteatro se acender. No dia seguinte, aí sim: volte para lá para visitar a arena por dentro.

coliseu
Foto: Andressa Xavier Pellanda

Acessando o Coliseu

Chegando no Coliseu, você pode ir até a bilheteria para comprar seu ingresso. Não se assuste com a fila monstruosa e muito menos não entre no final dela.

Vá até o começo das filas, na área de informações, e veja se toda aquela multidão está na fila para comprar ingressos individuais. Isso porque, geralmente, essas filas imensas são para o pessoal que comprou ingressos pela internet e com horário agendado.

Chega a ser estranho dizer isso, mas normalmente, as filas para “visitatori singoli non prenotati” são menores e mais ágeis. Porém, dirija-se até o ponto de informações e confirme com um funcionário.

coliseu
Foto: Andressa Xavier Pellanda

O ingresso para o Coliseu custa 12 Euros e é válido por dois dias consecutivos a partir do momento que você o usar pela primeira vez. O ticket também permite que você entre no Fórum Romano e no Palatino, que ficam bem ao lado do Coliseu.

É importante você saber que:

  • Por questões de segurança, o Coliseu pode acomodar até 3 mil pessoas de uma só vez. Isso pode levar a atrasos no acesso, mesmo para visitantes com bilhetes pré-reservados.
  • Todos os visitantes e suas bagagens devem ser revistados antes de adentrar no Coliseu. A fiscalização é semelhante à dos aeroportos, com detector de metais, raio X e tudo.
  • É proibida a entrada de pessoas com mochilas grandes ou carrinhos. Por isso, use uma bolsa pequena no dia.

Passando a revista, você pode caminhar e aprender mais sobre a história desse monumento histórico!

coliseu
Foto: Andressa Xavier Pellanda

Descubra quais são as melhores pizzarias de Roma e inclua esses restaurantes em seu roteiro

coliseu
Foto: Andressa Xavier Pellanda

Quais são os passeios e tours mais populares em Roma? Saiba mais aqui!

coliseu
Foto: Andressa Xavier Pellanda

Mamma Mia! 10 melhores sorveterias de Roma para saborear um gelato inesquecível

coliseu
Foto: Andressa Xavier Pellanda

Pesquise pacotes de viagem para Roma com hotel e aéreo aqui!

coliseu
Foto: Equipe Quanto Custa Viajar

Na parte inferior, onde hoje podemos ver somente as ruínas do Coliseu, ficavam os gladiadores, os animais e também as pessoas que organizavam as batalhas.

Essa parte subterrânea tem aproximada 2 metros de altura e você consegue imaginar as celas abarrotadas de pessoas prestes a caminharem e lutarem até a morte. É muito louco, gente!

coliseu
Foto: Andressa Xavier Pellanda
coliseu
Foto: Equipe Quanto Custa Viajar

Depois de 40 anos fechados e após uma restauração, os 4º e 5º andares do Coliseu foram reabertos ao público. Esses espaços são acessados por meio de um tour guiado, que passa por um corredor que nunca antes foi liberado aos turistas.

O Coliseu é um dos monumentos mais visitados da Itália e recebe milhões de turistas de todos os lados do mundo. Se você já teve a oportunidade de visitá-lo, conta aqui nos comentários como foi sua experiência!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *