Um dos balneários mais estilosos e badalados do mundo tem um segredo muito bem guardado. A cidade perdida de Atlantis, na costa oeste de Ibiza, fica bem longe do burburinho, rodeada de misticismo e belíssimas paisagens recortadas por águas intensamente azuis. O apelido faz alusão à uma energia diferente que dizem prover de suas rochas.

Do lado oposto da ilhota Es Vedrà, está Sa Pedrera, nome original da praia, que ganhou esse apelido dos hippies em meados de 1950 e 1960. Foi neste canto remoto e idílico onde encontraram tranquilidade o suficiente para praticar o nudismo, costume que segue até os dias atuais.

Rodeada por rochas com intervenções das mãos humanas, a região com aparência de ruínas seculares servia como depósito de pedras para a construção do que seria o Patrimônio da Humanidade local, o centro histórico Dalt Vila. Os cortes feitos nas rochas acabaram formando, por acaso, uma piscina natural de águas cristalinas, que se enche de acordo com a maré e as chuvas.

Os artistas que visitaram a Atlantis espanhola deixaram também suas marcas, esculpindo rostos, dragões e símbolos nos paredões. Até mesmo um Buda foi criado em uma das cavernas.

Para aproveitar essa joia mediterrânea o caminho é longo e difícil. Pegue a estrada para Es Cubells e vire em direção a Cala d’Hort. Antes de chegar na praia, vire a esquerda em uma estrada de terra. Ao chegar numa pequena esplanada é preciso deixar o carro e seguir a pé por uma trilha. Uma vai rumo a Torre des Savinar e a outra desce para Sa Pedrera. Não há placas de sinalização, o que exige cuidado para não se perder. Depois de uma longa caminhada há a recompensa.

[+] Confira quais são as melhores baladas de Ibiza

[+] Que tal um tour por Ibiza com cabelos ao vento, a bordo de uma scooter?

[+] Conheça Cala d’Hort em um passeio exclusivo!

Post por Brunella Nunes
Fotos: Xescu Prats/reprodução

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *