Pretende visitar a Colômbia? Não deixe esse passeio de fora do seu roteiro! A Catedral de Sal de Zipaquirá fica num povoado próximo a Bogotá e é uma experiência maravilhosa.  A Colômbia é um país muito Católico devido a sua colonização espanhola, entretanto a cultura dos povos indígenas que já habitavam o país também é muito forte, demonstrada, por exemplo, na forma de sobreviver à altitude com o uso da folha e do chá de coca, que eles recomendam o uso para os turistas, e você também vai precisar já que a altitude do local é de 2652 metros acima do nível do mar. A Catedral de Sal é um importante patrimônio cultural e ambiental.

Se você imagina uma Catedral como as que já conheceu no Brasil, esqueça! Estamos falando da visita a uma mina de sal que em seu interior tem uma catedral. Independente de sua religião é um turismo cultural, histórico e geográfico diferente e bem acessível, primeiro porque a Colômbia tem preços muito convidativos, a alimentação lá é muito barata, segundo porque você pode ir saindo de Bogotá com uma empresa de turismo ou usar o ônibus pagando apenas a passagem local que é semelhante aos preços de ônibus urbanos nas capitais do Brasil.

O sistema de transporte público de Bogotá foi inspirado no da capital do estado do Paraná, Curitiba e é muito funcional, é tranquilo utilizar, principalmente se você não estiver viajando sozinho, porque Bogotá, assim como as grandes capitais dos países latino-americanos é um pouco perigosa no que diz respeito a assaltos, então em duas pessoas ou em um grupo é mais seguro se deslocar sem guia. O povoado fica a 49 quilômetros de Bogotá, você chega na última parada de ônibus e pega um táxi para ir até o parque. O trajeto demora mais ou menos uma hora, por isso, é ideal ir pela manhã ou bem no começo da tarde.

Há a possibilidade de comprar online esse passeio com transfer que sai de Bogotá!

A entrada do parque para estrangeiros custa $45.000 pesos colombianos, mais ou menos R$ 50 reais.

Catedral de Sal em Zipaquirá

História

A igreja faz parte do complexo cultural “Parque do Sal” e foi considerada a primeira maravilha da Colômbia em 2007. Por volta de 1816 se iniciou em Zipaquirá quatro escavações, ao mesmo tempo que se iniciou o uso de caldeiras para obter sal granulado, anteriormente os indígenas Tocancipá e Gachancipá utilizavam outras técnicas para a retirada do sal desde o século V, e a nova foi considerada mais eficaz, é uma das principais atividades econômicas da região. A última escavação foi feita em 1876. A mina foi explorada por muitos anos e depois abandonada.

A catedral foi construída pelos mineiros em 1954 e dedicada a Nossa Senhora do Rosário (a padroeira dos mineiros), mas fechada e construída uma nova para o público no complexo do parque no início dos anos 1990, a igreja usa apenas 1% da mina. A Catedral atual é composta pelo caminho da via crucis, pela cúpula, as rampas de descida e a varandas e as naves da.  Na nave central está a cruz de 16 metros o altar principal e o comungatório, no fundo da nave encontra-se “A Criação do Homem”, homenagem a Michelangelo, obra talhada em mármore do escultor Carlos Enrique Rodríguez Arango. Quatro imensas colunas cilíndricas simbolizam os quatro evangelistas estas, que são atravessadas por uma fenda que simboliza a Natividade.

O Parque do Sal é imenso, tem uma área de 32 hectares, com uma reserva natural além de uma área de mineração de sal, a intenção de sua construção é para o turismo, principalmente religioso, ecoturismo, e interessados em geologia.

O tour

O passeio começa com a organização dos grupos e a apresentação do guia. Há guias que falam espanhol e inglês. A catedral fica 200 metros abaixo da superfície terrestre, em uma mina utilizada para a exploração de sal. A entrada é por um túnel de sal bruto, se você passar a mão na parede e lamber verá que é verdade. A caminhada com as paradas para explicações, para fotos dura em torno de uma hora.

Na mina há 14 cruzes que representam a via crucis, ou seja, as diferentes etapas que Jesus passou desde quando foi apreendido, até sua crucificação e sepultura, caminhada também conhecida como via sacra. As cruzes foram talhadas em rochas de sal pelos mineiros, são muito grandes. Cada parada é iluminada em tons diferentes, é magnífico!

Depois de uns 20 minutos de caminhada chega-se à cúpula da Catedral. A cúpula da catedral tem uma altura de 11 metros e 8 metros de diâmetro, também toda talhada em sal. As fotos não conseguem demonstrar nem metade do que corresponde a experiência sensorial do tour.

No final do tour há um filme para contar a história da mina, do povoado, show de luzes e lojinhas de souvenir, com peças de sal, como santos esculpidos em sal. Além da venda de peças de joias com esmeraldas, tanto peças em prata como em ouro, com um preço bem menor do que se paga no Brasil.

Para quem desejar existe um passeio complementar que é a “Rota do Mineiro”, é uma experiência de ser um mineiro a 180 metros abaixo da terra, utiliza-se equipamento de segurança adequado e visita-se a mina como um trabalhador da mina. O passeio dura em torno de 35 minutos, explica-se e mostra-se algumas formações geológicas, há mirantes para observar a Cascata de Sal e o Arcanjo Custódio, o anjo da guarda, entre outros espaços especiais da mina, além do uso dos martelos e equipamentos dos mineiros. É permitido para adultos e crianças maiores de 6 anos. O passaporte custa 4000 pesos colombianos para crianças e 6000 pesos colombianos para adultos.

E aí, partiu Colômbia?! Acesse nosso site e calcule quanto custa essa viagem!

Post e fotos por Daniela Drummond

2 comentários

  1. Olá,

    Minhas colaborações:

    1 – Programe-se para ter um dia inteiro para este programa. Fica a 50km ao norte de Bogotá. O trânsito em Bogotá é caótico. Saindo do hotel às 7 horas da manhã, chegarás na Catedral quase às 9 horas, quando ela está abrindo… Tem muita coisa bacana para fazer, de maneira que logo, logo serão 17 ou 18 horas e você ainda estará lá, babando…

    2 – Se puder, evite transporte público. Muito demorado, perde-se muito tempo precioso em conexões e chacoalhando dentro de inúmeros troços até chegar na cidade de Zipaquirá. E lá chegando, ainda tem que suar mais 30 minutos de caminhado morro acima… Em nome de Jesus: tome um Uber…
    Desde o centro de Bogotá até a porta da Catedral um “Uber X” custa cop 68mil (cerca de US$ 25 ou R$ 85).

    3 – Aproveitando que já estarás ao norte de Bogotá, ao voltar da Catedral à tardinha, em lugar de ir direto para o hotel, vá de Uber até a cidade de Chía que fica no caminho bem na metade do caminho…) para conhecer (jantar e curtir até as 3 da madruga) o incrível Andés Carne de Rés (o original, em Chía. Mas atenção: segundas e terças é fechado, folga da tribo veja no site deles http://www.andrescarnederes.com/andres-carne-de-res ). Um “Uber X” custa cop 26mil (cerca de US$ 9 ou R$ 30).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *