No verão, as filas em frente à Casa Batlló deixam claro que esta é uma das atrações mais famosas de Barcelona. Ela parece a sequência lógica para quem já visitou outras obras famosas do arquiteto Antoni Gaudí, como a Sagrada Família e o Park Güell.

O edifício em estilo modernista catalão foi erguido em 1877, construído por Emilio Sala Cortés, um dos professores de arquitetura de Gaudí. Este, por sua vez, só viria a interferir na construção anos depois, quando ela passou por uma reforma completa, mantendo sua estrutura.

Considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, a Casa Batlló recebe hoje cerca de um milhão de visitantes ao ano.

Pesquise passagens baratas para Barcelona

História da Casa Batlló

Assim como ocorre com outras obras de Gaudí, a história da Casa Batlló se funde com a de Barcelona. Na época de sua construção, o passeio de Gràcia era uma das principais avenidas da cidade, onde viviam algumas das famílias mais abastadas.

Nesse contexto, o arquiteto Emilio Sala Cortés constrói o edifício original, quando a região sequer contava com energia elétrica. Anos depois, em 1903, o industrial D. Josep Batlló y Casanovas adquiriu o prédio e encarregou Gaudí de transformar o espaço.

Fachada da Casa Batlló em Barcelona
Fachada da Casa Batlló, em Barcelona. Foto: Duncan Kidd

A ideia inicial era derrubar a casa que havia no local e construir uma nova, porém Gaudí descartou o plano e decidiu empreender uma das reformas mais audaciosas de que se tem notícias. Entre 1904 e 1906, toda a fachada foi modificada e a área interior do edifício ganhou o toque artístico pelo qual o arquiteto se tornou conhecido no mundo inteiro.

Desde a década de 50, o espaço não pertence mais à família de Batlló, tendo passado por diversos proprietários desde então. Nos anos 90, a casa passou por uma restauração completa e foi aberta ao público em 1995 como um espaço para eventos. Sete anos depois, começariam as primeiras visitas guiadas.

5 coisas que você não deve fazer ao viajar para Barcelona

Visitar a Casa Batlló

Descubra como organizar-se para visitar a Casa Batlló quando estiver em Barcelona.

Como chegar

Localizada no número 43 do Passeig de Gràcia, a Casa Batlló pode ser acessada facilmente desde diversas áreas da cidade. É possível inclusive que a sua hospedagem fique próxima dali, visto que a avenida tem uma localização privilegiada.

Vindo de metrô, opte pelas linhas L2, L3 ou L4 e desça na estação Passeig de Gràcia.

De ônibus, as melhores opções são as linhas H10, V15, 7, 22 e 24. As rotas vermelha e azul do Barcelona Bus Turístico e os City Tours também deixam os visitantes próximo à atração.

Detalhe da Casa Batlló. Foto: Zach Rowlandson

Por último, quem estiver mais distante pode precisar pegar um trem para chegar ao local. Os trens da Renfe possuem paradas na estação Passeig de Gràcia, enquanto para os usuários do FGC a estação mais próxima será a Provença.

Quanto custa

Há diversos tipos de entradas para visitar a Casa Batlló. O ingresso básico tem um custo de 25 euros (cerca de R$ 110) para a compra online e oferece um SmartGuide em realidade aumentada para os visitantes desfrutarem ainda mais do espaço. O guia virtual pode ser reservado em diversos idiomas, entre eles o português.

É possível ainda comprar dois tipos de entradas especiais: a Silver, que dá direito a visitar o Salão Modernista por 33 euros (R$ 145); e a Gold, que inclui ainda a entrada sem filas, um retrato de época e cancelamento grátis, por um total de 35 euros (R$ 155).

Todos os preços mencionados acima são para compra online. Na bilheteria, há um acréscimo de 4 euros (R$ 18) por ingresso.

Conheça o Museu do Chocolate em Barcelona

Quem tem direito à entrada grátis

  • Crianças menores de 7 anos
  • Professores acompanhados de grupos (1 professor para cada 20 estudantes)
  • Guias turísticos acompanhados de grupos
  • Acompanhantes de deficientes visuais
  • Jornalistas munidos do cartão Barcelona PressCard
Casa Amatller e Casa Batlló, lado a lado. Foto: Alana Harris

Outros descontos

  • Jovens entre 7 e 18 anos e idosos acima de 65 anos
    • Ingresso básico: 22 euros (R$ 100)
    • Silver: 30 euros (R$ 135)
    • Gold: 32 euros (R$ 140)
  • Residentes da Catalunha
    • Ingresso básico: 15 euros (R$ 67)
    • Silver: 23 euros (R$ 100)
    • Gold: 25 euros (R$ 110)

Todos os preços são para compra online. Na bilheteria, há um acréscimo de 4 euros (R$ 18) por ingresso.

Horários de abertura

A Casa Batlló abre todos os dias do ano, das 9h às 21h. A última entrada admitida é às 20h.

É recomendado reservar cerca de 1 hora para visitar o espaço.

Verão na Espanha: 9 destinos de praia que você merece conhecer

Experiências oferecidas pela Casa Batlló

Noches mágicas

Trata-se de uma visita noturna à construção acompanhada de um show realizado no terraço. Em 2019, a atividade ocorre entre os meses de junho e novembro, trazendo atrações de diversos gêneros musicais, como flamenco, jazz, soul e rumba.

A visita ocorre entre as 20h e as 21h. Após esse horário, inicia o show, com duração de cerca de 1 hora.

As entradas nesse caso custam 39 euros (R$ 175 – básica), 47 euros (R$ 210 – Silver) e 49 euros (R$ 220 – gold). Crianças até 7 anos não pagam. Veja a agenda completa neste link.

Iluminação da Casa Batlló à noite. Foto: Amin Safaripour

Be the First

As portas da Casa Batlló se abrem diariamente às 9h. Porém, quem estiver disposto a pagar alguns euros a mais pelo passeio pode visitar a construção antes de todos. É a proposta das entradas Be The First, que levam alguns poucos visitantes a adentrar o espaço às 8h30.

Ingressos para esta experiência mais reservada podem ser adquiridos por 39 euros (R$ 175). Os descontos normais nas entradas não se aplicam aqui, mas crianças até 7 anos não pagam.

5 hotéis descolados em Barcelona para considerar na sua próxima viagem

Visita Teatralizada

Uma divertida experiência guiada por ninguém menos do que o próprio Gaudí. Um ator interpreta o arquiteto enquanto explica aos visitantes as histórias e segredos que se escondem por trás da construção.

Entradas para a experiência imersiva podem ser adquiridas por 37 euros (R$ 165). Não se aplicam descontos para jovens, idosos ou residentes, mas crianças até 7 anos não pagam.

Casa Batlló combina com…

Antes de fazer as malas, não se esqueça de conferir o nosso guia completo de Barcelona.

Barcelona: descubra o paraíso da arquitetura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *