Quem visita a Cachoeira da Fumacinha não poupa os elogios e fala de boca cheia que a cachoeira é uma das mais bonitas (se não a mais bonita) de toda a Chapada Diamantina. Esse espetáculo da natureza fica na cidade de Ibicoara, no Estado da Bahia, com acesso pelo Parque Natural Municipal do Espalhado.

Chegar até a Fumacinha é uma recompensa para os apaixonados por trilhas que caminham horas e mais horas e, no final de tudo, são abençoados com a vista de um dos cartões postais da Chapada Diamantina, com seus 100 metros de quedas d’água envolvidas em paredões de 280 metros de altura.

cachoeira da fumacinha
Foto: Flickr – Bart van Dorp

Para visitar a cachoeira, você deve ir acompanhado de um guia. Durante o planejamento da sua viagem, já entre em contato com a Associação dos Condutores de Visitantes de Ibicoara pelos telefones: (77) 3413-2048 ou (77) 99106-4945. Se preferir, fale com eles pelo e-mail acvibicoara@hotmail.com.

A contratação de um guia é primordial, isso porque o trajeto é difícil, seu GPS não funciona dentro da trilha e um guia entende todos os “paranauês” do local, sabendo perfeitamente por quais caminhos seguir em segurança, especialmente se as pedras estiverem escorregadias.

Você pode agendar o guia com antecedência ou contratá-lo direto na Associação. Fazendo com antecedência, pode ser que o valor fique um pouquinho mais caro, mas você pode se organizar melhor e verificar se o guia oferece algum tipo de alojamento, possibilitando a pernoite em uma cidade da região.

Quando visitar a Cachoeira da Fumacinha?

cachoeira da fumacinha
Wikimedia Commons

A melhor época para visitar a Cachoeira da Fumacinha é logo quando o período das chuvas de verão termina. Dessa forma, você vai encontrar a cachoeira ainda bem volumosa e bonita, mas sem correr riscos durante sua trilha.

Para você ter uma ideia, dependendo da situação climática em épocas chuvosas, seu guia vai impedir que a trilha por baixo seja feita. Durante os períodos de chuva isso pode acontecer, já que podem ocorrer trombas d’água.

Por isso, pode parecer estranho, mas durante a estiagem é uma época mais segura para se aventurar pelas trilhas, especialmente se for a primeira vez que você esteja indo para a região. A temperatura média da região fica entre 20ºC e 30ºC, variando conforme a estação.

Duas trilhas rumo ao paraíso

Existem duas trilhas que podem ser feitas para chegar até a Cachoeira da Fumacinha: a por cima e a por baixo.

Fumacinha por cima

Foto: Wikiloc

A trilha por cima é mais tranquila e indicada para quem não tem muita experiência com trekking. Quem optar em fazer a Fumacinha por cima deve sair preferencialmente de Mucugê, cidadezinha histórica que fica ao sul da Chapada Diamantina e local onde o primeiro diamante foi encontrado.

De Mucugê, você vai de carro pela BA-142, percorrendo 40 km em estrada asfaltada sentido o Distrito de Cascavel. Chegando a Cascavel, vá até o povoado de Campo Alegre, algo em torno de 11 km entre o distrito e o início da trilha. O acesso é por estrada de terra em boas condições. Ponto positivo é que existe uma área onde é possível estacionar alguns carros.

A trilha por cima é bem demarcada e totaliza 16 km de caminhada (ida e volta), com declives e aclives moderados e muitos riachos pelo caminho. Todo o percurso pelo alto do chapadão garante um visual incrível da região conhecida como Gerais do Machombongo.

Mais para o final da trilha é que o caminho fica mais difícil de seguir, mas o esforço vai valer a pena, já que o ponto final da caminhada é nos dois mirantes para o cânion onde encontra-se a Cachoeira da Fumacinha.

Geralmente, o tempo de caminhada na trilha por cima equivale a metade do tempo da caminhada feita pela trilha por baixo, ou seja, você vai levar 2 horas para ir e depois 2 horas para voltar.

Fumacinha por baixo

Foto: Wikiloc

A trilha por baixo é considerada mais hardcore: ela é pesada, de nível avançado e os aventureiros precisam ter bastante disposição. Você vai partir de carro de Ibicoara até Baixão. Isso dá umas 2 horas de viagem em estradinha sofrida de chão.

É essencial que você combine com seu guia para iniciarem a trilha por volta das 7 horas da manhã para não perderem tempo!

Dica para fazer Fumacinha por baixo: fale com seu guia ou procure um na Associação que alugue quartos em Baixão. Saindo de lá, em vez de sair de Ibicoara, você economiza um bom trecho até o início da trilha.

Foto: Wikimedia Commons

Preparo físico, disposição para saltar pelas pedras e habilidade para caminhar dentro dos riachos são essenciais para quem faz a Fumacinha por baixo, totalizando 18 km de caminhada (ida e volta), levando em média 4 horas para ir e 4 horas para voltar.

Mais para o final da trilha, você tem que se segurar com firmeza na hora de atravessar pelas fendas para não escorregar no limo. Não é fácil chegar ao paraíso!

Raramente bate sol na área em que a cachoeira se encontra. Por isso, a água é bastante fria e chega a fazer um friozinho gostoso por lá. Mesmo assim, entre no poço de água e flutue por um tempo que você não vai se arrepender.

Confira mais lugares exuberantes para conhecer na Bahia

Dicas gerais para quem vai à Cachoeira da Fumacinha

Foto: Wikimedia Commons
  • Converse com antecedência com seu guia e verifique se ele vai oferecer algum tipo de lanche.
  • Leve frutas, sanduíches, sacolas plásticas para trazer seu lixo de volta e muita água.
  • Vá com uma calça leve, mesmo que o dia esteja quente. Faça isso porque a trilha é fechada em alguns trechos e você pode se arranhar com espinhos.
  • Use calçado apropriado para trilhas, como tênis de caminhada ou até botas. Muitas pedras são cheias de limo e escorregadias.
  • Leve uma toalha para enxugar seus pés, caso atravesse um riacho, e também para se secar após um mergulho no poço.
  • É legal levar um chapéu para se proteger do sol, especialmente se fizer a trilha por cima.
  • Sabe os bastões de trekking? Se possível, leve um par para você, eles ajudam a se equilibrar pelo caminho.
  • Garanta que seu repelente e protetor solar estejam na sua mochila.

Passar pelos cânions e chegar até a Fumacinha é um sentimento sem palavras. É uma oportunidade de explorar e de ficar em contato com as belezas naturais e ver a imensidão que a força da natureza tem.

Pode ter certeza que você vai se emocionar e se sentir renovada após contemplar toda essa maravilha. Comece a planejar a sua viagem: use nosso buscador de passagens aéreas baratas.

5 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *