Colocar os pés na Cidade Maravilhosa já implica em cerveja gelada e pé na praia que mira para o Corcovado. Mas, deixando de lado a Zona Sul carioca também há muito para se encantar. Seguindo rumo oeste está Barra de Guaratiba, reduto ecológico e gastronômico do Rio de Janeiro que virou referência nacional.

A paisagem serena a apenas 40 km de Copacabana é digna de cartão postal: um mar azul e cristalino rodeado por pequenas casinhas perdidas no meio da vegetação que resiste acima do morro. A região é agraciada pela natureza, com um misto de restinga de marambaia, manguezais e trechos da Mata Atlântica.

Encontre aqui sua passagem aérea para o Rio de Janeiro

Com 43 km de extensão, a restinga de Marambaia é uma área restrita, com acesso somente mediante autorização cedida pela Marinha e pelo Exército Brasileiro. Apesar disso, já apareceu em novelas da Globo como “Da Cor do Pecado” e “Flor do Caribe” por causa da beleza singular que se prolonga até os municípios de Mangaratiba e Itaguaí.

Nas águas calmas do mangue é possível fazer passeios de stand up paddle com agências especializadas. Os reles mortais que estão proibidos de adentrar no local protegido também podem se hospedar no hotel e spa de frente para a praia Les Relais de Marambaia, acampar no camping Barra de Guaratiba ou recorrer aos mirantes Ponta do Picão da Grota Funda, além do restaurante Point de Grumari para ter uma vista espetacular do entorno.

A praia central é bem movimentada aos finais de semana e feriados, então chegue bem cedo ou escolha outro dia para curtir o espaço com mais sossego.

Na orla de Guaratiba há alguns bares, mas o point gastronômico tão atraente para a população fica mesmo na estrada Roberto Burle Marx, onde se reúnem ao menos 20 opções para provar peixadas, crustáceos e outros tipos de frutos do mar. Se quiser uma experiência diferente, vá até o único alambique do Rio de Janeiro, chamado Maxi Cana, que além da aguardente também serve almoço.

15 lugares secretos no Rio de Janeiro

Para apreciar a natureza deslumbrante da região, um dos atrativos que ganhou fama nas redes sociais e gerou até fila para fotos é a Pedra do Telégrafo. Dependendo do ângulo do clique, dá a impressão de que as pessoas poderiam ficar penduradas em sua ponta, como se fosse um grande abismo. Nesse trecho do Rio também se encontra parte do Parque Estadual da Pedra Branca, a maior floresta urbana do planeta.

Encarando a trilha do costão de Guaratiba, que parte da Rua Parlon Siqueira, se chega a alguns oásis, as praias do Perigoso, do Meio, Funda e do Inferno. Desertas e, consequentemente, mais selvagens, entregam aos aventureiros cenários mais idílicos ainda. O tempo de caminhada depende do condicionamento físico de cada um, mas varia de acordo com as distâncias entre um trecho e outro, sendo o menor de aproximadamente 50 minutos e o maior de três horas de duração. Se não há experiência na atividade, é recomendável estar acompanhado de um guia e também ir com grupos até zonas mais remotas.

Mas caso essa não seja, literalmente, a sua praia, há outras opções de roteiro. Os nostálgicos vão se recordar da infância no antigo Sítio do Pica Pau Amarelo, sim, o mesmo em que aconteceram as gravações do clássico infantil que migrou do livro para a TV entre 1977 e 1986.

O sítio Roberto Burle Marx, onde o renomado paisagista viveu entre 1973 e 1994, recebe visitantes mediante agendamento prévio. Em sua área de 365 mil metros quadrados, tombada pelo Iphan, se encontram 3.500 espécies, em partes nativas e de coleções de plantas tropicais e semitropicais de outras partes do mundo. Um verdadeiro colírio para os olhos.

Antiga casa do Sítio do Pica Pau Amarelo
O belo jardim do sítio de Burle Marx

Como chegar:  para chegar ao bairro de Barra de Guaratiba, pegue a Av. Estado da Guanabara ou a estrada Roberto Burle Marx até o final. De ônibus, pegue as linhas 867 ou 874. Confirmar o percurso no site das operadoras.

  • Restaurante Point de Grumari: Estrada do Grumari, 2.710 – Grumari
  • Hotel Les Relais de Marambaia: Estrada Roberto Burle Marx, 9.346 – Barra de Guaratiba
  • Camping Barra de Guaratiba: Caminho da Igreja da Saúde, 117 (final da R. da Bica) – Barra de Guaratiba
  • Alambique Maxi Cana: Estrada Velha da Barra de Guaratiba, 2013 – Barra de Guaratiba
  • Sítio Roberto Burle Marx: Estrada Roberto Burle Marx, 2019 – Barra Guaratiba
  • Sítio do Pica Pau Amarelo: Estrada Roberto Burle Marx, 7000-7020 – Guaratiba

Dicas de alimentação no Rio de Janeiro!

O camping Barra de Guaratiba tem uma piscina com vista invejável
As delícias do restaurante Point de Grumari
O Alambique Maxicana conta com piscina e área verde

Foto: SUP Lounge

Fotos: reprodução

5 motivos para explorar o belo Parque Nacional Serra dos Órgãos, no Rio de Janeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *