Se Paris está a muitas horas de distância, deixe que esse restaurante francês em SP te leve até a cidade luz por algumas horas. Com ambiente temático, o Antonella Maison se baseia em referências da Bélle Époque, um dos períodos mais exuberantes que a Europa já degustou. 

A Bélle Époque foi um período de muitas transformações e efervescência cultural dentro da Velho Continente, especialmente na França. O que marcou a fase de 1890 à 1914 era a valorização e florescimento total do belo, a semeação da paz, as novas descobertas e tecnologias, a ascensão do cinema, da Art Nouveau, do Impressionismo, do can-can e dos cabarés.

Foto: divulgação
Foto: divulgação

Inaugurado durante a pandemia, o restaurante paulistano reproduz todo a sofisticação e romantismo do final do século 19. O conceito da casa foi criado para ser uma viagem no tempo, com releitura da história da fictícia princesa Antonella, moradora da mansão vitoriana de 800 m² localizada no bairro Jardins.

A decoração um tanto excêntrica capricha no uso de obras de arte, capitonês, veludos, velas, lustres enormes, abajures, papéis de parede estampados, flores e esculturas. Há ainda um chamativo jardim vertical, com incontáveis flores que vão sendo alteradas por temporada. 

Foto: divulgação

Tudo isso é divido em quatro ambientes: terraço Primavera, Gallery Salón, Elyx room e mezanino Patrón. O piso superior funciona como balada durante os finais de semana, com preços a partir de R$ 500. O terraço secreto tem acesso exclusivo para membros e eventos. 

A cozinha da gastronomia mediterrânea francesa fica sob os cuidados do chef Mack Novais, que trabalhou no italianíssimo Eataly. O menu faz bom proveito de frutos do mar, com destaque para ostras frescas, vieiras canadenses marinadas, tartare de salmão com creme azedo, camarões a provençal e panela de mexilhões. 

Foto: divulgação
Foto: divulgação

Entre os favoritos dos clientes está o polvo, com arroz negro, abobora e panko; ou purê de alho poró , farofa de limão siciliano, emulsão de alho negro e tuile de tinta de lula. Os preços variam de R$ 55 a R$ 224. 

As sobremesas se apoiam na patisserie francesa, incluindo macarons de amarena e massa choux com creme de avelã. 

Foto: divulgação

Outra aposta da casa é a alta coquetelaria. Tem drinks autorais, criados pelo mixologista Matheus Cunha. A carta se inspira nas quatro estações do ano para desenvolver coquetéis mais encorpados ou mais refrescantes. Para o Verão, a pedida é o “Burning Head”, com gin e infusão de capim santo,
néctar de uva verde, xarope de gengibre, limão siciliano e água de coco.

O “Final de 1800” representa a revolução industrial feminista francesa no final do século 17, trazendo o defumado das chaminés das fábricas, a leveza, doçura e força das mulheres trabalhadoras, trazendo notas de Chivas 18 no paladar.

O brunch acontece aos sábados e domingos; e às quartas-feiras tem programação de jazz ao vivo. 

Foto: divulgação
Foto: divulgação

Vai lá!

O restaurante francês em SP fica na Av. Brigadeiro Luís Antônio, 4764 — Jardim Paulista, São Paulo.

Funcionamento: terça, quarta e quinta, das 19h às 0h; sexta das 12h às 17h e das 19h às 0h; sábado das 13h às 17h e das 19h às 0h; domingo das 12h às 18h. 

Instagram: @antonellamaison

Foto: divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.