Existem alguns lugares no mundo que são tomados por características muito específicas, normalmente baseadas em lendas, tradições ou fatos reais. No Brasil temos alguns exemplos assim, como é o caso de Alto Paraíso de Goiás, cidade tomada por uma onda zen, carregada em esoterismo, histórias extraterrestres e belas paisagens naturais.

A região, próxima a Chapada dos Veadeiros, atrai curiosos e profetas. Em 2012, as pousadas se encheram com a ideia de que aquele seria o último ano de nossas vidas, que segundo o calendário maia, indicaria o encerramento um ciclo de 5.125 anos, interpretado por muitos como o “fim do mundo“, que era aguardado no dia 21 de dezembro.

Outro ponto importante do destino é o misticismo carregado, que tem como base o fato de que o município está acima de uma placa de quartzo de 4 mil m², responsável pela energia diferenciada do local. A proximidade com a natureza dá lugar a inúmeros retiros espirituais, que promovem uma série de atividades ligadas ao bem estar e terapias alternativas que aliam corpo e alma. Também é comum encontrar santuários e diversos grupos ligados à crença ou religião, formando comunidades de Santo Daime, na qual se consome o polêmico chá de ayahuascha. 

yoga-resort

alto-paraiso-go

Dizem que a cidade também favorece o aparecimento de óvnis e ETs por passar pelo “paralelo 14” – onde há um jardim zen para meditação -, o mesmo que passa por Machu Picchu, no Peru.

A programação de eventos do município inclui festivais que expandem essa vibração toda. Anualmente acontece o Encontro de Culturas, que durante 15 dias promove a união de povos da região, das roças às aldeias indígenas, para celebrar crenças, culturas e diferenças. Música, dança, comida e troca de saberes são o foco. Já o holístico Festival Ilumina reúne música, dança, meditação, vivências terapêuticas e programação infantil.

encontro-de-culturas

As construções da Vila de São Jorge, logo na entrada da Chapada dos Veadeiros, costumam ser simples e as ruas são de terra, dando uma pegada bem roots ao destino, atraindo hippies de várias partes do mundo. As cachoeiras, cânions e mirantes ajudam a compor este cenário pitoresco, onde não há espaço para o luxo e o apego material.

É uma ótima pedida para o chamado turismo de experiência, uma imersão em algo novo e diferente. Aqui, a sintonia é outra.

espaco-lotus

vila-de-sao-jorge

lotus

gota

gotasat

festival-ilumina

casa-de-cultura-cavaleiro-jorge

alto-paraiso-go2

encontro-de-culturas

encontro-culturas

Post por Brunella Nunes
Fotos: reprodução

5 comentários

  1. “Você não poderá conhecer o verdadeiro significado de sua própria vida enquanto não estiver conectado com o poder que o criou”
    (Shri Mataji Nirmala Devi)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *