A rota internacional de voo livre conta com uma cidade brasileira ainda pouco desbravada. Localizada a pouco menos de 100 km de Vitória e considerada a capital de aventura do Espírito Santo, Alfredo Chaves coloca todo mundo nas alturas ao se destacar na modalidade movida a adrenalina. Seja acima da Pedra do Gururu, a 500 metros de altura, nas belas cachoeiras ou nos pontos históricos, a região é um prato cheio de lazer para os viajantes que adoram desbravar o Brasil.

Apesar de não ter uma rampa oficial, a Pedra do Gururu é um dos principais atrativos da cidade, oferecendo terreno fértil para a prática de voo livre de asa delta e de parapente, caminhadas ecológicas, escaladas e montanhismo. Mas é em Cachoeira Alta, a apenas 5 km da sede de Alfredo Chaves, que está uma das rampas mais famosas do país, recebendo campeonatos nacionais e internacionais de voo livre ou parapente. São 465 metros de altitude. É a partir dali que se desenvolve o circuito Vale da Aventura, ideal para a prática de esportes radicais, incluindo escalada e passeios de caiaque.

A adrenalina segue fluindo pelos municípios vizinhos. Outro roteiro, mais tranquilo, rural e bem bucólico, é o Caminho das Águas, que passa por Matilde, São Roque de Maravilha, Carolina, São Marcos e Vila Nova de Maravilha. São destinos que chegam a quase mil metros de altitude, repletos de vales, mirantes, quedas d’água e casas rústicas à beira do rio Maravilha.

Em Matilde, a 18 km da sede, está a maior queda livre do estado: a cachoeira Engenheiro Reeve, que deságua a 65 metros de altura. Ao seguir os antigos trilhos de um trem, outra joia surge no meio do caminho, digna de cenário de filme. O túnel encantado foi construído no final do século 19 para desviar o fluxo do rio Novo devido a linha férrea. O local requer atenção redobrada, pois são 65 degraus por onde flui a corredeira, exigindo muito cuidado na hora da travessia.

A estação ferroviária da cidade, que ligava Cachoeiro de Itapemirim e Vitória, é atualmente um centro cultural e histórico que nos leva de volta ao início do século 20.

Por fim, há ainda o roteiro Sete Maravilhas de Maravilhas, que reúne as sete principais atrações de Alfredo Chaves, como a cachoeira da Vovó Lúcia, em Ibitirui; a cachoeira do Quintino, em São Joaquim de Crubixá, e a Igreja de Sagrada Família, em Sagrada Família, erguida há mais de 100 anos.

E aí, que tal viver mais essa aventura pelo nosso Brasil? Clique aqui para calcular os custos dessa viagem e não deixe de conferir as opções de hospedagem em Alfredo Chaves.

Foto: planeta vertical

Fotos: divulgação/Prefeitura de Alfredo Chaves

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *