Com um mar esverdeado que o torna o Paraíso das Águas, Maceió já caiu nas graças de muitos brasileiros e estrangeiros. Mas nem só da capital vive o estado! Há outras opções, de igual beleza, sejam naturais ou históricas.  Conheça nossa seleção com 8 lugares diferentes para visitar em Alagoas nas suas próximas férias.

Piranhas

A cidade histórica é referência quando o assunto é cangaço, o que a consagra como a terceira mais visitada em Alagoas. O passeio cultural pela chamada Rota do Cangaço segue os passos de Lampião, Maria Bonita e seu bando. O caminho conta com formações rochosas e praias fluviais ao lado do rio São Francisco. No centro do município há de se notar as casinhas, casarões e igrejas antigas que resistem ao tempo. No mirante secular, uma vista única do Velho Chico se forma, especialmente no pôr do sol.

Foto: Tom Alves

Roteiro

Com visual semelhante a um pequeno paraíso, o município fica a 49 km de Maceió. Na praia do Gunga, rodeada de coqueiros, há um dos encontros mais bonitos que a Terra poderia nos presentear: as águas salgados do Oceano Atlântico beijam as da Lagoa do Roteiro. Em seu mirante, há visão panorâmica de todo o esplendor natural que a forma e dos recifes de Barra de São Miguel. Outro cartão postal que dispensa comentários são as enormes falésias que colorem as praias de Lagoa Doce e Lagoa Comprida.

Atalaia

A cerca de 48 km de Maceió, o município de Atalaia conta com o Santuário Ecológico Fazenda de Santa Tereza. A reserva particular abriga um criadouro de aproximadamente 450 animais apreendidos pelo Ibama, que ali recebem tratamento adequado e atendimento veterinário até estarem aptos a voltar para seu habitat natural. O público pode se banhar na exuberante represa de águas azuis e cristalinas. A dificuldade é em relação ao funcionamento, pois o local nem sempre está aberto para visitação.

Fotos: Better Together/Flickr

Penedo

Além do Rio de Janeiro, o estado de Alagoas também tem uma cidade chamada Penedo, que foi o primeiro povoado local. Igrejas dos séculos 17 e 18 junto com alguns museus formam o charmoso centro histórico de uma das cidades mais belas do Nordeste. Um dos grandes atrativos é o passeio de barco até a vizinha Piaçabuçu, onde há lagoas de águas azuis e dunas.

Delmiro Gouveia

No sertão alagoano, Delmiro Gouveia é o berço do escritor Graciliano Ramos. Mantendo suas raízes sertanejas, a cidade a 277 km de Maceió é bem cuidada, mantendo seus atrativos históricos e naturais de maneira exemplar. É lá onde fica a furna do Morcego, antigo esconderijo de Lambião e seu bando. Além disso, conta com sítios arqueológicos, cachoeiras, trilhas e passeios de catamarã pelo belo rio São Francisco. Um dos lugares mais impressionantes, porém, é a Usina de Angiquinho, a primeira usina hidroelétrica do Nordeste, erguida em 1913 por Delmiro no meio das rochas com vista para o Velho Chico. Há planos para restaurá-la.

Foto: Jannyne Barbosa

Jequiá da Praia

Na região de São Miguel dos Campos, a cerca de 68 km de Maceió, está a agradável Jequiá da Praia. O destino conta com seis praias tranquilas para o deleite dos visitantes: Lagoa Azeda, Duas Barras, Barra de Jequiá, Lagoa de Jequiá e Jacarecica do Sul, rodeada de imponentes falésias. Para chegar lá, basta fazer a travessia pelo rio Jequiá.

Serra da Barriga

O Brasil tem uma forte cultura de resistência oriunda de grupos quilombolas. Foi na Serra da Barriga, a apenas 9 km de Maceió, que Ganga Zumba, Dandara e Zumbi dos Palmares começaram suas jornadas de luta. Hoje, o local abriga o Parque Memorial Quilombo dos Palmares, que resgata a história do maior quilombo das Américas. O passeio é uma jornada de aprendizado, aproximando o público da capoeira, do artesanato, das ocas indígenas e da gastronomia elaborada pelo povo negro que buscava por liberdade. É uma viagem pela própria história do país e suas origens.

Zona Rural de Viçosa

O turismo rural é uma deliciosa imersão cultural e gastronômica. Em Alagoas não é diferente. No povoado de Tangil, fazem sucesso os assados preparados por Elias Vilela Vasconcelos, que fundou o restaurante Trapiá. O lugar preza pela boa comida feita no forno a lenha, aprendida pelo cozinheiro ao longo da vida. E não pense que a simplicidade exclui a qualidade! As hortaliças vêm da horta do próprio rancho; o pernil vem do Uruguai e a picanha, da Patagônia. O carro-chefe, porém, é a costela de porco com redução de balsâmico e rapadura.

Fotos: divulgação

Encontre sua passagem aérea para Maceió em nosso buscador de passagens!

Conhecer a Costa dos Corais é tudo o que você precisa nas próximas férias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *