• Café da manhã

    UYU113.00 UYU200.00 UYU320.00
    R$ 12,54 R$ 22,20 R$ 35,52
    Baixo custo Econômico Conforto
  • Almoço

    UYU380.00 UYU470.00 UYU660.00
    R$ 42,18 R$ 52,17 R$ 73,27
    Baixo custo Econômico Conforto
  • Jantar

    UYU450.00 UYU600.00 UYU820.00
    R$ 49,95 R$ 66,61 R$ 91,03
    Baixo custo Econômico Conforto

Guia Alimentação em Montevidéu

Os apaixonados por carnes irão se apaixonar também por Montevidéu. Mais de 2 milhões de bovinos são abatidos anualmente para consumo no país, o que faz desta cidade praticamente a “Disney dos carnívoros”. Graças a isso, os vegetarianos podem ter um pouco de dificuldade para encontrar uma boa refeição na cidade, mas certamente acabarão cedendo às deliciosas massas e empanadas locais.

Se não souber onde comer, a primeira opção sempre será o Mercado do Porto, onde uma legítima parrillada espera por você. O prato pode incluir molleja, riñones, chinchulin e morcilhas doce e salgada. Mas não se assuste, também há cortes com os quais estamos mais acostumados por aqui, como o vazio, o entrecot e o assado de tira. Como acompanhamentos, a mesa pode contar ainda com batatas e queijo na parrilla, além de uma salsicha parillera.

No Mercado do Porto você também vai encontrar uma banquinha de empanadas deliciosas e com preços que prometem agradar a qualquer mochileiro. São as Empanadas Carolina, de diversos sabores e com um tamanho que vale por uma refeição! O único porém, que ao mesmo tempo é atestado de qualidade do lugar, são as persistentes filas sempre que você quiser fazer algum pedido. A espera, no entanto, promete valer a pena. Tenha em conta que a maioria dos restaurantes fecha à noite no Mercado do Porto, fazendo com que essa seja uma opção mais adequada para a hora do almoço.

Outro prato importante na gastronomia local, embora mais simples, é o chivito. Se trata de um sanduíche de carne com presunto, bacon, queijo, alface, tomate, ovo, pimentão e maionese. É a versão uruguaia do nosso querido x-tudo, com diferencial de que a carne se trata de um bife normal e não de um hambúrguer. Geralmente vem acompanhado com uma porção de batatas fritas. Os chivitos do Lo de Pepe e do Bar Arocena são reconhecidos como alguns dos melhores da cidade.

E já que estamos falando sobre um bom lanche, a passada na cervejaria La Pasiva é quase obrigatória. O lugar tem os panchos (o cachorro-quente local) mais famosos do Uruguai. Servidos em um tamanho pequeno, eles devem ser degustados aos poucos e prometem fazer a alegria dos turistas. A mostarda especial é um dos segredos mais bem guardados do lugar e garante a freguesia sempre assídua, em qualquer uma das (muitas) sedes do La Pasiva na cidade.

Na hora da sobremesa, não deixe de provar o delicioso dulce de leche uruguaio. O nosso doce de leite, mas com um gostinho especial que só o país vizinho sabe fazer. Se puder, aproveite que a Anvisa permitiu o transporte de laticínios ao Brasil e traga um potinho do doce para casa, para lembrar do sabor da viagem sempre que bater a saudade!

Não deixe também de conhecer duas delícias feitas com o doce de leite uruguaio: os tradicionais churros e o alfajor, que já foi alçado praticamente à categoria de símbolo nacional.

Para beber, o mate é a bebida uruguaia por excelência e substitui muito bem o café. Além dele, o Medio y Medio é a bebida perfeita para acompanhar o almoço, principalmente no Mercado do Porto, onde a mistura de vinho branco com espumante teve origem. As cervejas nacionais, servidas em garrafas de litro, são também um espetáculo à parte e costumam ser bastante apreciadas por brasileiros que visitam a cidade: Patrícia, Pilsen, Norteña e Zilertal estão entre as mais populares. Os fãs de vinho também poderão se deliciar com uma visita às vinícolas locais, muitas delas localizadas nos arredores da cidade.

Na hora da janta, experimente conhecer alguns dos restaurantes espalhados pela Cidade Velha ou procure diretamente a agitação de Pocitos ou de Buceo. Os dois bairros oferecem uma gama de opções gastronômicas de dar inveja a qualquer grande cidade. Lembre-se de que pagar com cartão de crédito internacional pode ser uma boa opção no Uruguai: o governo do país devolve 18,5% do valor cobrado, referente ao IVA, o que compensa bastante mesmo considerando os 6,38% gastos com o IOF brasileiro. A lei que determina a devolução vale até o dia 21 de abril de 2017.