• Café da manhã

    $8.00 $13.00 $16.25
    R$ 25,13 R$ 40,84 R$ 51,05
    Baixo custo Enconômico Conforto
  • Almoço

    $12.00 $15.75 $20.00
    R$ 37,70 R$ 49,48 R$ 62,83
    Baixo custo Enconômico Conforto
  • Jantar

    $15.50 $17.00 $27.00
    R$ 48,69 R$ 53,40 R$ 84,82
    Baixo custo Enconômico Conforto

Guia Alimentação em Nova York

A cidade de Nova York oferece as mais variadas opções de alimentação, para todos os gostos e bolsos. A diversidade cultural da cidade se faz presente na gastronomia, sendo possível saborear pratos de várias partes do mundo. Lado a lado, você se depara com estabelecimentos que oferecem hambúrgueres, burritos, pretzels, kebabs, comida italiana e de outras diversas nacionalidades sem precisar procurar muito.

Mas, algumas opções transformam o ato de comer em uma verdadeira experiência nova-iorquina. Para começar, é muito agradável tomar café de manhã em um diner. Eles podem ser encontrados em todas as partes da cidade. E é recomendável passar por algum pelo menos uma vez durante a estadia em Nova York para ser ter uma verdadeira vivência americana. Além de ser barato, você poder comer um tradicional “dois ovos, com torradas, batatas, bacon, café e suco” – tendo refil ilimitado de café. Só não esqueça de dar a gorjeta!

O brunch, que mistura o café da manhã (breakfast) com o almoço (lunch), é outra refeição tradicional para os nova-iorquinos, especialmente no fim de semana.  Muitos restaurantes preparam um cardápio especial para o brunch, com pratos doces e salgados.

Outra coisa muito americana de se fazer é saborear os pratos do sul do país, conhecidos como “soul food”, como churrasco (barbecue) e carne de porco desfiada (pulled pork). E não se pode esquecer dos tradicionais hambúrgueres. Eles fazem parte da cozinha americana e quase todo lugar oferece ao menos uma opção.

 A rede de fast food Shake Shack, nascida em Nova York, é parada certa dos amantes de bons hambúrgueres. Os hambúrgueres da rede fazem tanto sucesso que se formam longas filas para comprá-los.

Outra coisa que tem tudo a ver com Nova York é a comida de rua. Os carrinhos de rua com comidas rápidas e as embalagens para viagem fazem parte do estilo de vida nova-iorquino. Levar uma marmita para comer sentado em um banco de rua ou no meio de uma praça é muito comum, por isso vale a pena aderir ao modelo e curtir uma refeição ao ar livre em um dia de sol.

Mercados são locais que não podem faltar em nenhum roteiro em Nova Iorque. O Chelsea Market, por exemplo, tem diversos restaurantes e lojas – são padarias, restaurante de massas, peixes e frutos do mar, sorveteria, comida mexicana, entre muitos outros.

Outra dica, e mais saudável, é o Whole Foods Market. Com muitas comidas prontas, é muito indicado para comprar comida para viagem, pois nem sempre tem um local para sentar. Nele você pode criar sua própria salada, comprar sopa ou encontrar frios. É ótimo para pegar a refeição para viagem e ir ao Central Park para lanchar.

Nova York também possui muitas padarias e delicatessens para se provar muitas delícias doces e salgadas. Uma boa recomendação para provar os famosos donuts é a Doughnut Plant. Já para os cupcakes, também muito comum nos Estados Unidos, a dica é a Magnolia Bakery, que ficou famosa com o seriado Sex and The City. Nova York ainda é a casa do Cake Boss Café, parada obrigatória para quem é fã do seriado de mesmo nome do café.

Outra experiência típica de Nova York é comer em um dos restaurantes na Stone Street. A rua gastronômica, totalmente de paralelepípedos, fica no Financial District em Lower Manhattan. Muitas pessoas vão para os cafés e bares em Stone Street para o happy hour depois do trabalho. No verão, toda a rua se transforma em um grande terraço, com grandes mesas de piquenique. O ambiente é descontraído e amigável. Os hambúrgueres e cervejas artesanais da Growler Bites and Brews são uma boa pedida.

Já outros lugares são mais tradicionais entre os turistas, como os Restaurantes Red Lobster, Bubba Gump Shrimp (famoso pelo filme Forest Gump) e o Olive Garden. Um café na Starbucks também é costume, mesmo não sendo mais exclusiva norte-americana.