Dizem que Rio Branco, a capital do Acre, deveria ser a primeira opção para quem quer visitar a Amazônia brasileira. Além de estar localizada no coração da maior floresta tropical do planeta, que se estende por nove países da América do Sul, a poucos quilômetros dela, vivem dezenas de grupos indígenas. Por essa razão, a cidade é muito rica culturalmente. 

Leia Mais

Bastante úmida, com chuvas e calor intenso o ano todo, Rio Branco fica na tríplice fronteira entre Brasil, Peru e Bolívia. Bem cuidada e limpa, e totalmente preenchida por uma ampla malha ciclo viária, Rio Branco surpreende os turistas. Investimentos pesados em infraestrutura, mobilidade e tecnologia dão seus primeiros frutos na cidade. O transporte público tem melhorado e há internet sem fio em boa parte do Centro, por exemplo.

Para amenizar as altas temperaturas comuns na região Norte, o melhor programa para quem viaja para Rio Branco são as atrações ao ar livre.  Entre as opções estão o Parque Ambiental Chico Mendes, com um memorial repleto de painéis sobre o seringueiro. Metade dos 50 hectares da reserva é coberta por uma rica floresta, repleta de espécies animais e vegetais.

O restante do parque abriga campo de futebol, mirante, quadras de areia e ciclovia, além de trilhas. O Parque da Maternidade, por sua vez, é dividido entre ciclovia, quadras, bares, pista de corrida. A Casa dos Povos da Floresta é uma construção que representa uma maloca indígena por fora e uma casa de ribeirinho por dentro.

A cidade também é rica em opções para conhecer a história da região, como no Museu da Borracha, repleto de objetos indígenas, fósseis, réplica de casa dos seringueiros e painéis sobre cultura, religião e a revolução acreana.

Com tantas influências, um roteiro à parte é o pela gastronomia da região. Os quitutes típicos de Rio Branco são o Pirarucu à Casaca e quibes de arroz e de macaxeira. Este último mostra a influência da comunidade árabe na cidade, mas com variações do povo nordestino que migrou para o Acre na época da exploração da borracha. Há ainda a Saltenha, um prato típico da Bolívia, que é uma espécie de pastel frito recheado com frango, batata, alho e cebola, além da famosa costela de tambaqui. Para a sobremesa, sorvetes de frutas da região: cupuaçu, açaí, graviola, jaca, buriti, beribá, cajá e um mar infinito de nomes de frutos exóticos.

Uma dica importante para o turista que viajar para Rio Branco é em relação às horas. O Acre tem fuso horário de uma hora a menos em relação a Brasília.

  • População 377.057 mil

  • Hora local 22:16

  • 1 Real R$ 1,00

  • Temperatura local 23º Ver previsão

Calcule quanto irá custar sua viagem para Rio Branco

Atrações turísticas em Rio Branco

Veja todos

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Rio Branco

Hospedagem em Rio Branco

menor valor maior valor
Hotel R$ 120,00 R$ 234,93
Albergue R$ 130,00 R$ 130,00
Apartamento R$ 270,00 R$ 270,00

Alimentação em Rio Branco

Média de preços por dia com base em centenas de experiências

  • Café da manhã


    R$ 5,00 R$ 5.00 a R$ 15,00 R$ 15.00
  • Almoço


    R$ 10,00 R$ 10.00 a R$ 30,70 R$ 30.70
  • Jantar


    R$ 15,00 R$ 15.00 a R$ 42,00 R$ 42.00