Belém é uma das maiores cidades da Região Norte do Brasil, com mais de 1,5 milhão de habitantes. Fundada em 1616, a cidade nasceu pela importância estratégica com a construção do Forte do Presépio na margem da baía do Guajará. Seu desenvolvimento foi consequência  e da economia da borracha durante o período da Belle Époque, cujos reflexos podem ser percebidos na arquitetura dos prédios do centro histórico.

Leia Mais

Como destino de viagem, Belém é um daqueles lugares para os turistas que apreciam uma boa mistura da tradição bucólica e da modernidade frenética das luzes e ritmos das festas de aparelhagens. Fazem parte do cenário: o calor sem trégua, as chuvas ao fim da tarde, o vaivém dos barcos na Baía do Guajará, as ruas sombreadas pelas mangueiras e as belas construções erguidas entre os séculos XVII e XIX.

Na música, as canções de Gaby Amarantos, Joelma e Felipe Cordeiro ecoam os ritmos da cena belenense. Por fim, os grafites coordenados por Drika Chagas, na Cidade Velha, tingem de vida um bairro que não pode cair no esquecimento.

O viajante que visita Belém pela primeira vez não pode deixar de visitar os principais cartões postais da cidade. Um dos pontos mais tradicionais é o Ver-o-peso. Esse mercado que tem mais de 388 anos de idade reúne todas as cores e sabores  exóticos da região. Nas centenas de barraquinhas encontra-se de tudo: deliciosas frutas, temperos, ervas e o tradicional tacacá, um caldo feito com tucupi (goma de mandioca), jambu (erva local), camarão seco e pimenta-de-cheiro. A iguaria é servida fervendo, apesar do calor que aflige a capital o ano inteiro.

O turista também pode se aventurar no mundo das superstições amazônicas no setor dos vendedores de ervas. Homens e mulheres que receberam a tradição oral do preparo de banhos e infusões que, segundo a crença popular, podem atrair sorte, saúde, prosperidade e alegria no amor.

Há ainda muitos pontos interessantes a Praça Dom Frei Caetano Brandão, onde estão o Museu de Arte Sacra, o Forte do Presépio, a Casa das Onze Janelas e a Catedral da Sé. A marca da religião católica na cidade pode ser vista durante a Festa do Círio de Nazaré, quando a capital paraense recebe até dois milhões de visitantes na segunda semana de outubro.

Na Basílica de Nossa Senhora de Nazaré, que fica na avenida de mesmo nome, no centro da cidade. Foi neste local que, segundo a tradição católica, havia um igarapé onde o caboclo Plácido encontrou a imagem de Nossa Senhora que deu início à devoção mariana do estado.  A igreja é conectada à Praça Santuário, local que marca o encerramento da procissão do Círio.

Para quem vai viajar para Belém é bom saber que o período entre abril e outubro é o mais seco do ano. Entre dezembro e maio, as chuvas costumam ser intensas. Entre agosto e outubro, Belém recebe o Festival de Ópera do Theatro da Paz e o Círio de Nazaré, maior festa religiosa do Brasil. Quem visita a cidade em outubro deve fazer reserva com antecedência para garantir hospedagem.

  • População 1.446 milhões

  • Hora local 01:30

  • 1 Real R$ 1,00

  • Temperatura local 25º Ver previsão

Calcule quanto irá custar sua viagem para Belém

Atrações turísticas em Belém

Veja todos

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Belém

Hospedagem em Belém

menor valor maior valor
Apartamento R$ 60,00 R$ 120,00
Hotel R$ 70,00 R$ 392,40
Albergue R$ 75,00 R$ 225,00

Alimentação em Belém

Média de preços por dia com base em centenas de experiências

  • Café da manhã


    R$ 5,80 R$ 5.80 a R$ 9,85 R$ 9.85
  • Almoço


    R$ 12,80 R$ 12.80 a R$ 20,80 R$ 20.80
  • Jantar


    R$ 15,00 R$ 15.00 a R$ 23,65 R$ 23.65