Rota da cerveja: um guia de lugares ideais para cervejeiros

Rota da cerveja: um guia de lugares ideais para cervejeiros



Os aficionados por um copo de lúpulo, malte e levedura podem encontrar seu lugar ao sol com a Rota da Cerveja elaborada neste post. O Quanto Custa Viajar fez um guia de lugares ideais para cervejeiros degustarem novas e antigas paixões entre cervejarias famosas e museus ao redor do mundo.

Não deixe de conferir também os spas que oferecem tratamentos com a bebida e as 10 cidades mais baratas para degustar a cevada.

Rota da Cerveja

No Brasil:

Museu da CervejaBlumenau (SC)

Blumenau tem forte apelo cervejeiro e aqui você vai descobrir o porquê. Entre as atrações locais está o museu da Cerveja, que reúne coleções de peças que pertenceram à extinta Cervejaria Feldmann, além da Cervejaria Brahma. É possível conhecer os antigos equipamentos utilizados na fabricação da bebida e outros objetos, fotografias, documentos e textos, que contam a história do precioso “pão líquido”.

museu da cerveja blumenau

Cervejaria EisenbahnBlumenau (SC)

Outro atrativo da região são as cervejarias, como a Eisenbahn. É possível fazer um tour gratuito pela fábrica e acompanhar o processo de produção, além de degustar as brejas no bar próprio, logo ao lado, na companhia de petiscos e pratos típicos da culinária alemã. Prove a Orgânica, a primeira cerveja brasileira feita apenas com ingredientes orgânicos.

eisenbahn bierhaus

OktoberfestBlumenau (SC)

A maior festa alemã do Brasil acontece também em Blumenau, religiosamente no mês de outubro, seguindo a tradição alemã. Desde 1984, o público se reúne em peso para degustar cervejas durante os dias de festa, celebrar a data folclórica que é rica em música, danças folclóricas, gastronomia e trajes típicos da cultura da Alemanha.

oktoberfest

Cervejaria WälsBelo Horizonte (MG)

Na região da Pampulha, a cervejaria Wäls oferece um tour de 30 minutos pela fábrica, na companhia de um mestre cervejeiro. A visita gratuita inclui informações sobre as matérias-primas, o processo produtivo e inclui a degustação de um chope. O destaque vai para o Tasting Room, aos sábados, com experiências sensoriais. Há também um gastropub da marca em BH, além de uma nova fábrica sendo construída em Araxá.

cervejaria wals

Cervejaria Colorado – Ribeirão Preto (SP)

Mudando de prédio e ainda sem previsão de reabertura, a Colorado também costuma abrir as portas para receber visitas com direito a degustação. Depois de acompanhar o processo de produção e saber mais sobre a cervejaria, o público chega aos finalmentes, quando provam as brejas Cauim, Demoiselle, Indica, Vixnu e Appia.

Cervejaria Colorado

Cervejaria Baden Baden Campos do Jordão (SP)

Quem adora se refugiar em Campos, precisa dar um pulo na Baden Baden. Durante a vivência sensorial, o visitante é convidado a conhecer todo o processo de fabricação da cerveja artesanal, além de receber dicas de degustação e harmonização e experimentar os chopes Cristal e Bock. O roteiro custa R$ 15 por pessoas; menores de 18 anos não pagam, devem estar acompanhados dos responsáveis e obviamente não participam da degustação.

Baden Baden

Cervejaria AbadessaPorto Alegre (RS)

A experiência de viver em Munique por 10 anos trouxe ao mestre cervejeiro Herbert Schumacher a chance de realizar seu sonho. Depois de montar a cervejaria em Pareci Novo, produz cervejas regulares e sazonais, incluindo a Slava, que é sem aditivos e conservantes. A visita à fábrica acontece aos sábados para grupos com no mínimo cinco pessoas.

Abadessa

RasenGramado (RS)

Quem também dá as caras em Poa é a Rasen, palavra que significa “gramado” em alemão e que também é a terra natal onde está instalada a fábrica. A visitação custa R$ 5 e dá direito a uma taça de chope. A cervejaria produz, ao todo, quatro tipos de cerveja: Pilsen, Dunkel, Ambar Ale e Weisen, esta com toques de cravo e banana.

Rasen-fabrica

Cervejaria BohemiaPetrópolis (RJ)

A cidade serrana mais conhecida do Rio, Petrópolis abriga uma das maiores fábricas do mundo. Com 7 mil m², a cervejaria Bohemia oferece um passeio inclui um tour pelo museu interativo, o processo de fabricação e a história da bebida no mundo. O complexo conta também com o Empório Cave Bohemia, onde estão os barris de carvalho para maturação e um restaurante que tem menu harmonizado com as cervejas.

Bohemia

No mundo:

Brooklyn Brewery em Nova York – Estados Unidos

Quem vai à terra do Tio Sam pode se divertir na cervejaria Brooklyn, em Nova York. Uma das principais da cidade, fica no bairro homônimo e oferece um tour que mostra os bastidores da fabricação, a história da marca e uma parada no bar, no mesmo endereço.

Brooklyn Brewery

Budweiser em St. Louis – Estados Unidos

Com várias unidades espalhadas pela América do Norte (Califórnia, Texas, Flórida, etc), a Bud tem em St. Louis, no estado de Missouri, sua fábrica mais antiga. Fabricada pela empresa Anheuser-Busch, a marca surgiu em 1876 e atualmente oferece tours que seguem o convencional: passeio pela fábrica, informações sobre sua história e ingredientes – incluindo arroz! -, sala de degustação e loja de presentes. Em St. Louis são produzidos 40 tipos de cerveja.

budweiser

Museu da Cerveja de LisboaLisboa-Portugal

Destacando as cervejas de maior destaque no país, que se resumem a Super Bock (ou Sagres), Laurentina, Cuca e Brahma, Lisboa abriga um museu que reúne as múltiplas vertentes da cultura cervejeira. O local também inclui uma cervejaria, onde servem também petiscos como o típico pastel de bacalhau, com a vantagem de ter uma vista privilegiada para o rio Tejo.

 museu da cerveja lisboa

Museu da Cerveja de PragaPraga-República Tcheca

Os tchecos sabem apreciar uma boa cerveja e não por acaso é onde há maior consumo per capita de cerveja no mundo. No centro de Praga está o museu onde história e tradição da bebida local se encontram, tendo ainda como experiência uma degustação da bebida no subterrâneo do edifício, datado no século 13. O preço do tour guiado é de 280 CZK por pessoa, o que equivale a mais ou menos 36 reais.

museu da cerveja praga

Pilsner Urquell em Pilsen – República Tcheca

Outra parada obrigatória para cervejeiros é a cidade de Pilsen, que como o nome indica, inventou a cerveja mais consumida no mundo todo em 1307. A Pilsner Urquell, responsável pela produção da primeira pilsen desde 1842, ainda usa a mesma receita e abre as portas de sua fábrica para que todos acompanhem como é feita a bebida e, é claro, degustem a bebida, sem filtragem e pasteurização.

Pilsner Urquell

Guinnes Storehouse de Dublin – Irlanda

Mesmo não estando em solo irlandês, muita gente já se rendeu à um pint ou lata de Guinnes. Em Dublin, ela comanda não só as torneiras dos bares, mas também como atração número um da cidade. Há muito a se fazer no prédio de sete andares, passando pela história, garrafas, métodos de produção, experiências sensoriais, uma viagem através das campanhas de marketing e até mesmo aula para tirar o chope perfeito. O último andar tem uma bela vista 360º da cidade, com direito a degustação. Ingressos a venda no site de  €16,00 a € 48,90 (para famílias).

Guinnes-Irlanda

Delirium Café de Bruxelas – Bélgica 

Siga o elefante rosa! A Delirium é uma das cervejas mais icônicas e apreciadas no mundo todo, destacando-se por seu sabor forte. No bar em um beco de Bruxelas consegue ser record mundial  com a maior carta de cerveja dentro do comércio, colocando mais de 3 mil rótulos disponíveis, de marca própria e convidadas, para jogo. No Brasil, possui filiais em São Paulo e no Rio de Janeiro.

delirium cafe

Foto: Thibault Cordonnier

Museu da Cerveja Belga em Bruxelas – Bélgica

Assim como a Alemanha, a Bélgica é um paraíso para os cervejeiros. Operado pela Confederação das Cervejarias Belgas, o museu fica no subsolo de um antigo edifício e reúne equipamentos novos e antigos, exposição sobre os métodos de fabricação, tanques de fermentação e o tour é finalizado com a degustação. A entrada é de € 4 por pessoa.

museu cerveja belga2

Brewdog em Aberdeen – Escócia

A chamada “beer for punks” (cerveja para punks) faz fama não só pela pegada descolada, mas por realmente ter um produto de qualidade. Sua sede fica em Aberdeen, na Escócia, onde rolam degustações diretamente da tap room. As outras tantas filiais do mundo, inclusive no Brasil, costumam fazer eventos em seus bares.

BREWDOG

Fuller’s em Londres – Inglaterra

Com cerca de 350 anos de história, a Fuller’s comanda uma das cervejas mais vendidas do país, a London Pride. Produzida na Griffin Brewery, é possível fazer um tour pela fábrica, dividido em 20 turmas semanais. O valor, incluindo degustação, é £12.

Fullers

Leffe em Dinant – Bélgica

A Maison Leffe fica na charmosa cidade de Dinant e abre suas portas para visitas. O antigo monastério, que hoje funciona como o hotel La Merveilleuse, promove um tour com experiências interativas, história e degustação da bebida, que começou sendo produzida por monges em 1240. O lugar é excepcionalmente belo e elegante, com ingressos a € 7.

Leffe2

Heineken Experience em Amsterdã – Holanda

Como o nome propõe, a Heineken oferece uma experiência e tanto aos turistas em sua terra natal, Amsterdã. O museu é bem tecnológico e interativo, incluindo projeções em 4D do processo de fabricação, além de atividades sensoriais. Equipamentos antigos, tanques de fermentação, campanhas de marketing, degustação e outras tarefas interessantes estão inclusas na excursão. O valor fica entre € 16,00 e € 49,00.

heineken-experience

La Trappe em Tilburg – Holanda

Outro motivo para visitar a Holanda é pode entrar em um dos únicos mosteiros trapistas do mundo que abre suas portas, o Koningshoeven. É possível fazer um tour pela histórica rica da cerveja, que começou em 1884, saber mais sobre a vida no monastério e a fabricação da cerveja, além de privar este líquido dos deuses. As visitas guiadas custam entre € 12,00 e € 29,00.

la trappe

Carlsberg Visitors Centre em Copenhague – Dinamarca

Fundada em 1847, a Carlsberg leva fama pela levedura de baixa fermentação. Em seu museu, é possível conferir de perto a história da detentora da Euro Lager, ver a maior coleção de garrafas de cerveja do mundo (mais de 16 mil), conhecer os ingredientes, participar de degustações e até mesmo passeios a cavalo. A entrada custa de DKK 70 a 95.

CarlsBerg

Augustiner Keller em Munique – Alemanha

Num biergarten, como são chamados os jardins onde as pessoas degustam cerveja, A Augustiner tem um espaço bem agradável desde 1895, com atualmente 5 mil lugares, onde as pessoas desfrutam de canecas enormes de 1 litro de chope. O local também conta com um restaurante, onde é possível desfrutar a culinária bávara.

Augustine

Post por Brunella Nunes
Fotos: divulgação

Para onde viajar
Eu tenhoBudget
e quero viajar porDias
Para onde viajar

2 comentários

Comente

+ Deixe um comentário