10 passeios diferentes para fazer em Vancouver

10 passeios diferentes para fazer em Vancouver



O Canadá tem encantado muita gente ao longo dos anos e, por abraçar a diversidade, é considerado um dos países mais multiculturais do mundo. Se o destino ainda não está nos seus planos de viagens, siga nossas dicas e confira 10 passeios diferentes para fazer em Vancouver, cidade já eleita como uma das melhores do planeta para se viver. Quem sabe você não muda de ideia e até se apaixona por lá! 😉

1. Dormir numa residência artística

Entre Gastown e Chinatown, o Skwachay’s Lodge é uma mistura de residência artística (onde artistas ocupam, moram e trabalham em suas criações por tempo determinado), hotel boutique, loja de presentes e galeria de arte com tema aborígene. O lugar é cool e inspirador, o que significa que também é disputado. Para garantir um quarto, reserve com bastante antecedência. Boa sorte! Se não der, confira outras opções legais de hotéis aqui.

2. Comer com os olhos no Standing Egg Coffe

As comidinhas desse lugar são tão perfeitas e divertidas que dá uma dó de comer. A começar pelos macarons, não apenas coloridos, mas em formato de bichinhos. O mesmo acontece com o café latte, no qual a espuma do leite é transformada em ursinho, enquanto o affogato com matcha é estampado de gatinho. Sim, é tudo “inho” e fofinho. Para acompanhar, tem waffles, bolos e tortas bem executadas, igualmente bonitas.

[+] Confira quanto custa um intercâmbio para o Canadá!

3. Ter uma noite na “Polinésia”

Shameful Tiki Room é um bar canadense com inspiração “Tiki”, um um Deus da Polinésia que acabou se tornando um dos símbolos da cultura local. O conceito de origens tipicamente tropicais é baseado nas tradições polinésias e havaianas do período de 1940 a 1960. Constantemente é alvo de lugares temáticos como este. A decoração, o cardápio, a comida e as atrações musicais, que incluem surf rock e muito ukulele, são o que tornam o local diferentão. Para quem vai à Toronto, saiba que tem uma unidade do bar por lá também.

4. Contemplar a Jimi Hendrix Shrine

Are you experienced? Se você ainda não mergulhou no universo dos anos 1970, eis aqui uma boa oportunidade. Fato curioso: a lenda do rock Jimi Hendrix passou parte de sua infância em Vancouver e sua avó tinha um restaurante chamado Vie’s, que abastecia nomes como Nat King Cole e Louis Armstrong após seus shows. Anos depois, o endereço foi transformado em um memorial, incluindo itens pessoais do músico. Mesmo que tenha mudado de endereço, a mobília original e a história do local foi mantida por meio de fotos, apreciadas pelos visitantes. O espaço psicodélico também sedia apresentações musicais e eventos. Entrada gratuita, com doações bem-vindas.

Foto: © Hikaru Hayashi Photography

5. Provar lanches exóticos no Japa Dog

Já comeu hot dog japonês? Então essa é sua chance! Os food trucks da Japa Dog estão espalhadas pela cidade desde 2005 e são uma fusão entre a culinária norte americana e a oriental. Exemplo disso é o misomayo, com salsicha de peru, rabanete, molho de gergelim, rabanete e wasabi. Prove também o terimayo, mistura de carne, algas marinhas, cebola grelhada, molho de teriyaki e maionese de wasabi. A versão doce é recheada com sorvete!

[+] Aproveite para fazer uma excursão pelos food trucks de Vancouver!

6. Perder-se entre livros

Há muitas bibliotecas e livrarias em Vancouver, mas a Macleod’s Books tem um charme a mais. Talvez pela bagunça, talvez pela diversidade de títulos, esse é um lugar especial que passa despercebido pelos turistas. Converse com o dono do sebo, Don Stewart, para descobrir livros dos mais modernos ao mais antigos da caótica coleção, que surpreendentemente são conhecidos por ele. Quem sabe você não encontra um livro raro para chamar de seu?

foto: © Stuart

7. Tomar uma cerveja artesanal na 33 Acres Brewing Co.

Minimalista até dizer chega, esse misto de café, micro cervejaria e loja arranca suspiros dos hipsters. Tido como um espaço de convivência, o local produz e vende vários tipos de cerveja, como India Session Ale e Belgian Tripel. O menu inclui pratos diversos, desde hambúrgueres até pierogi, um tipo de pastel polonês. Já a lojinha vende roupas e ecobags da marca própria.

8. Pular num parque de trampolins

Se está chovendo e o tédio bateu à sua porta, o jeito é encontrar alguma diversão indoor. Depois de conhecer os museus e cafés, uma boa opção é o Extreme Air Indoor Trampoline Park. O enorme espaço conta com dois campos de trampolim, dois campos de dodgeball, uma “piscina” de espuma, um halfpipe (pista vertical) de skate e cestas de basquete com trampolim, pra você fazer umas enterradas. Por US$ 14 é possível pular por 1h.

9. Ver baleias em Tofino

Tofino é uma verdadeira joia litorânea na costa oeste canadense. Além de pegar onda e curtir uma praia, o local é ótimo para acampar, observar baleias, ursos e pássaros. O cenário também é um convite para a prática de esportes como canoagem, Stand Up Paddle e escalada. Se há preguiça para tanta adrenalina, dê um passeio no jardim botânico para apreciar a natureza e tomar uma xícara de café.

10. Ficar de boas no Grotto Spa

Que tal um banho relaxante em piscinas de água mineral de Vancouver? Esse pontinho meio fora da curva fica em Parksville, uma cidade a 119 km de distância do centro da ilha. O spa oferece pacotes de tratamentos relaxantes e de beleza, mas o mais incrível mesmo é poder descansar dentro de uma gruta com água quentinha e música tranquila.

Vancouver, me espera que eu vou!

Post por Brunella Nunes
Fotos: divulgação

Quanto custa viajar para Vancouver
Saindo desimulação de calculadora
com estadia desimulação de calculadora
Quanto custa viajar para vancouver

+ Não há comentários

Comente