23 lugares curiosos no Brasil

23 lugares curiosos no Brasil



Seja em crise ou não, aqui vai uma dica para a vida toda: não deixe de explorar o Brasil. O país reserva uma porção de lugares curiosos e surreais, que deixam qualquer gringo de queixo caído.  Na hora de planejar a próxima viagem, não esqueça de pesquisar cidades dentro do seu próprio “quintal” ao invés de pensar que a grama do vizinho está sempre mais verde.

Com paisagens que parecem ter sido feitas por extraterrestres, a nação verde e amarela encanta a todos com seus aspectos naturais, que incluem formações rochosas de milhões de anos atrás, cavernas, grutas, praias paradisíacas, rios, lagoas e cachoeiras de belezas únicas. Abaixo você confere alguns lugares curiosos no Brasil que valem a pena visitar:

1. Vila Velha – Paraná

A 126 km de Curitiba, na cidade de Ponta Grossa, formações rochosas intrigam os seres humanos há mais de 60 anos. Os pouco mais de 3 mil hectares abrigam a Lagoa Dourada, cavernas, arenitos e furnas de mais de 50 metros de altura.

surreal1

2. Cânion do Poty – Piauí

Com paredões que alcançam 60 metros de altura, o cânion está a 230 quilômetros de Teresina, no Piauí. O nome fica por conta do rio Poty, que nasce no Ceará e chega até o território vizinho por meio de uma falha geológica. O caminho é cheio de cavernas e abrigos naturais, lindos de se ver.

3. Gruta de Brejões – Bahia

Com 7.750 metros de extensão, a gruta é uma das maiores do país. Também chamada de Bolo de Noiva, por conta de seu formato, a caverna abriga em sua estrutura cascatas de pedra, claraboias, salões, lagos e trechos do Rio Jacaré.

GrutaBrejoes

4. Lajedo de Soledade – Rio Grande do Norte

A 73 km de Mossoró está a cidade de Apodi, que abriga o sítio arqueológico Lajedo de Soledade, considerado Patrimônio Histórico da Humanidade. A formação de rocha calcária do período paleolítico apresenta pinturas rupestres de 3.000 a 10.000 anos atrás. Os cânions e cavernas fascinantes já trouxeram à tona fósseis de animais pré-históricos como mastodontes e tigres-dente-de-sabre.

Lajedo de Soledade

5. Mina da Passagem – Minas Gerais

O Brasil tem o privilégio de abrigar a maior mina de ouro aberta à visitação do mundo. São 315 metros de extensão a serem explorados a bordo de um troller. Depois de um passeio pela mina desativada há mais de 30 anos, se alcançam galerias e um belo lago, propício para o mergulho.

Mina da Passagem

Foto: Sérgio Mourão – Setur/MG

6. Fervedouro – Tocantins

Dentro da vegetação fechada do exuberante parque do Jalapão, acontece um dos fenômenos mais incríveis da Terra. O chamado Fervedouro esconde a nascente de um rio subterrâneo, fazendo com suas águas brotem das areias que fazem surgir a ressurgência e não deixam que ninguém se afogue. Todos que ali estão flutuam. Mágico!

Fervedouro-Tocantins
7. Serra das Confusões – Piauí

O sítio arqueológico, que é o maior do Nordeste, abriga formações rochosas, pinturas rupestres, cavernas e grutas em seu território de 823.843 hectares. As visitas ao parque nacional, que preserva boa parte da Caatinga, exigem a presença de um condutor credenciado pela associação local.

Serra.Das.Confusões Serra.Das.Confuses

8. Chapada das Mesas – Maranhão

O parque nacional de 160 mil hectares engloba parte das cidades de Carolina, Estreito e Riachão, no sul do Maranhão. Cachoeiras e belas formações rochosas, como o Morro do Portal, sertão, bosques, cânions e cerrados formam as paisagens da reserva. As visitas só são possíveis com veículos 4×4 e guias turísticos.

Chapada das Mesas

9. Gruta de São Mateus – Goiás

Uma das maiores do Brasil, a gruta dentro do Parque Estadual Terra Ronca é rica em espeleotemas, formações rochosas que se assemelham a lanças, típicas de cavernas. O Salão dos 700 é acessado somente por pesquisadores e espeleólogos, mas ainda há outros cantos a serem explorados.

Gruta Sao Mateus

10. Prado – Bahia

Dizem que o Rio Caí, em Prado, foi o primeiro a receber o desembarque de Pedro Álvares Cabral no Brasil, em 23 de abril de 1500. Não à toa, o português se apaixonou pelo país, já que a cidade de tem um belo conjunto de casarios coloniais, ruas estreitas e praias bem convidativas, com paisagens praticamente intocadas.

Prado
 
11. Pontões Capixabas – Espírito Santo
Em Pancas, a 180 km de Vitória, uma cadeia montanhosa chama a atenção por conta de seu formato. O Monumento Natural dos Pontões Capixabas tem 720 metros de altura, de onde se pratica voo livre, rapel, trekking, montanhismo e outros esportes que liberam a adrenalina. A Rampa da Colina é uma das melhores do país para voo livre.
Pontões_Capixabas

12. Lagoa Misteriosa – Mato Grosso do Sul

Com um azul impressionante, a Lagoa Misteriosa é um dos encantos do município de Jardim, a 50 km de Bonito. Rodeada por vegetação e um pequeno vale de 75 metros de profundidade, é considerada uma caverna formada pelo fluxo de água do lençol subterrâneo, com 220 metros de profundidade, onde mergulhares se divertem.

lagoa-misteriosa

Foto: Jorge Luiz Bastos

13. Carrancas – Minas Gerais

Na Estrada Real, a chamada Terra das Cachoeiras tem mais de 120 quedas d’água e já se consolida como um pólo de ecoturismo no país. O local chama a atenção por suas diversas atrações, que incluem pinturas rupestres, poços e grutas, além de atividades como mountain bike e trekking. Não deixe de ir no escorregador natural que cai num rio.

CarrancasMG

14Parque Nacional de Itatiaia – Rio de Janeiro

Na Serra da Mantiqueira, o primeiro parque nacional do Brasil traz vistas deslumbrantes e alturas que dão vertigem. As formações rochosas são o que dão fama ao local, como o Pico das Agulhas Negras, de 2.787 metros de altitude e o Pico das Prateleiras, com 2.540 metros.

Itatiaia

15. Bodoquena – Mato Grosso do Sul

A Serra da Bodoquena abrange os municípios de Jardim, Bonito, Bodoquena e Porto Murtinho. O lugar impressiona por suas cavernas, águas extremamente cristalinas e outras formações geológicas formadas ao longo de milhões de anos. É nela que fica a Gruta do Lago Azul, que já falamos aqui, e outras inúmeras cavidades subterrâneas.

Bodoquena

16. Rio Roncador – Bahia

Na exuberante Chapada da Diamantina existe um lugar chamado Mini Pantanal, a cerca de 22 km do município de Lençóis. Depois de uma travessa a remo pelo Rio Marimbus se alcança os Caldeirões do Roncador, onde há piscinas naturais de hidromassagem e águas escuras. É a prova viva do quanto a natureza é surpreendente.

RioRoncador

17. Salto Utiariti – Mato Grosso

Aventureiros percorrem alguns quilômetros para alcançar a divisa dos municípios de Campo Novo e Sapezal. Dentro das terras indígenas do povo Paresí-haliti está o rio Papagaio, que dá origem a uma das maiores cachoeiras do Estado. São 90 metros de queda e uma paisagem incrível, que se observada de determinado ângulo, se assemelha ao formato do mapa do Brasil.

Salto Utiariti

18. Lagoa Azul – Amazonas

Em Presidente Figueiredo há muito o que se ver, incluindo cachoeiras, praias fluviais e rios escuros. Mas um dos pontos que mais impressionam é a Lagoa Azul, na comunidade Boa Esperança. Após 8 km de estrada de barro se alcança a propriedade da Dona Jose, que abriga a lagoa de cor azul intensa, proveniente de suas algas submersas.

LagoaAzul-AM
Foto via

19. Gruta Azul – Rio de Janeiro

Na exuberante Arraial do Cabo, muitos casais em Lua de Mel se divertem e curtem o pôr do sol no Pontal do Atalaia. Mas o que muitos não sabem é que um passeio de barco pode levá-los ainda até a Gruta Azul, um salão de 30 metros de extensão e 15 metros de altura que se assemelha às paisagens gregas em meio do mar.

GrutaAzul

 

20. Maracajaú – Rio Grande do Norte

No município de Maxaranguape, uma pequena vila de pescadores diverte os turistas com passeios de buggy e mergulhos na bela praia de Maracajaú. Os recifes de corais se espalham por 7 km de toda a costa, o que a torna um dos destinos mais procurados do mundo para a prática aquática. A paisagem é de tirar o fôlego.

Maracajau

21. Salto das Nuvens – Mato Grosso 

Olhando a imagem, há uma leve lembrança de Foz do Iguaçu. Numa versão bem mais enxuta, a cachoeira Salto das Nuvens, em Tangará da Serra, chega a partir do Rio Sepotuba e forma uma praia natural de água doce. O local tem bastante infraestrutura para turistas, incluindo lanchonete, restaurante, deck para pesca e hospedagem.

Salto das Nuvens

22. Sítio Arqueológico de São Miguel Arcanjo – Rio Grande do Sul

A 486 km de Porto Alegre, o pequeno município de São Miguel das Missões é visitado por turistas de toda a América Latina e da Europa constantemente. Isso porque o conjunto de ruínas antigas é um dos principais vestígios das Missões Jesuítas dos Guarani e considerado Patrimônio Mundial pela Unesco. No Museu das Missões se encontram estátuas de imagens sacras feitas pelos índios. Ao cair da noite, um espetáculo de som e luz narra a história do lugar.

SaoMiguelArcanjo

23. Cidade dos Deuses – Pará

Chamada também de Cidade de Pedra, o conjunto de rochas de arenito fica no meio da Amazônia, a 100 km de Santarém. A ação do vento e das chuvas esculpiram as formações, que se assemelham às de Vila Velha e ainda têm inscrições rupestres de mais de 11 mil anos. Grutas, portais e sítios arqueológicos tornam o destino ainda mais desejado.

Cidade-dos-Deuses-Alenquer

Post por Brunella Nunes
Fotos: reprodução

8 comentários

Comente
  1. 1
    Ana

    Gostaria de saber por que a maior cadeia de canyons da América Latina, localizada bem na divisa dos estados do Rio Grande Do Sul e Santa Catarina que abriga os maiores e mais conhecidos canyons do Sul do país como o Itaimbezinho o Fortaleza e o Malacara, entre outros não foi citado na reportagem?

  2. 3
    Marcos Antonio Marini

    O Salto Utiariti fica no Mato Grosso e não Mato Grosso do Sul.
    O Salto das nuvens fica na cidade de Tangará da Serra e não Tangará do Sul,

  3. 6
    Que tal conhecer as cidades históricas de Minas Gerais numa road trip? - Dicas de viagem

    […] Considerada a origem de Minas, a primeira vila, capital e cidade do estado, Mariana hoje sofre com o descaso público e privado após um desastre ambiental “patrocinado” pela Samarco. Na esperança de que retorne às origens, tem um potencial turístico e histórico valioso que se observa nos casarões, igrejas, praças e ruas. Marcada por tradições religiosas, pela arte barroca e pelo Circuito do Ouro, tem como grande atração a Mina da Passagem, que falamos mais aqui. […]

+ Deixe um comentário