Com poucos presos, Holanda transforma presídios desativados em hotéis moderninhos

Com poucos presos, Holanda transforma presídios desativados em hotéis moderninhos



Seguindo o exemplo da Suécia, a Holanda transforma presídios desativados em hotéis moderninhos. Isso porque o país “sofre” de um fenômeno um tanto curioso, pelo menos para nós aqui: a falta de presos! Nos últimos anos, 19 unidades prisionais foram fechadas e os espaços estão sendo reutilizados, inclusive como albergues para refugiados.

Atualmente, a Holanda possui 57 presos pra cada 100 mil habitantes. A taxa de crime vem caindo 1% ao ano nos últimos cinco anos. Então o governo decidiu alugar 300 celas de cadeias para países vizinhos, como a Bélgica e a Noruega, fazendo valer as leis de tal nação dentro do endereço no território holandês, ou simplesmente transformá-los em acomodações para visitantes.

É o caso do luxuoso Het Arresthuis, em Roermond, na fronteira com a Alemanha. Mantendo e revitalizando boa parte da infraestrutura de 1863, o empreendimento fez das celas quartos confortáveis, equipados com TV, Wi-Fi e banheiro privativo. Os hóspedes contam ainda com sauna, centro fitness e um restaurante gourmet.

Na Suécia, a população carcerária cai 6% ao ano, fazendo com que ao menos cinco presídios fossem desativados. Em Helsinki, temos como exemplo o hotel Katajanokka, enquanto em Oxford, na Inglaterra, há o Malmaison, sediado numa antiga prisão de arquitetura vitoriana.

[+] Conheça outros hotéis inusitados ao redor do mundo

[+] Já imaginou dormir numa bolha, no meio de qualquer lugar do mundo?

[+] Conheça Giethoorn, a charmosa “Veneza” da Holanda

Post por Brunella Nunes

Fotos: divulgação

Para onde viajar
Eu tenhoBudget
e quero viajar porDias
Para onde viajar

+ Não há comentários

Comente