10 ilhas na Tailândia para incluir no roteiro de viagem

10 ilhas na Tailândia para incluir no roteiro de viagem



Em 2016, o governo tailandês anunciou o fechamento de quatro ilhas devido o turismo excessivo, que resultou em degradação ambiental. Como a natureza é a grande motivação para esses passeios, pensamos então em te dar novos rumos dentro do país. Confira 10 ilhas na Tailândia para incluir no roteiro de viagem.

Centenas de ilhas se espalham pelo Golfo e pelo mar de Andamão. Mas, infelizmente, Koh Tachai, Koh Khai Nok, Koh Khai Nui e Koh Khai Nai estarão fechadas por tempo indeterminado. Aliás, a marinha local já avisou que 80% dos corais das ilhas de Phuket, uma das mais famosas, já foram degradados. É hora mudar a rota e também a postura, afinal, turismo consciente e sustentabilidade precisam andar de mãos dadas.

Ilhas na Tailândia

Koh Yao Yai

Entre Krabi e Phuket, poucos sabem que existe esse pequeno paraíso. Um reduto tipicamente local, é a comunidade que comanda o turismo e limita o número de visitantes por dia. Sem badalação ou grandes atrativos turísticos, é um lugar para descansar e contemplar a natureza de uma típica baía asiática entre relevos de calcário.

Koh Samui

Essa ilha também é democrática, reunindo o melhor dos dois mundos: badalação no cosmopolita Nordeste e tranquilidade nas vilas de pescadores do Sul. O mar de águas cristalinas é igualmente propício para o mergulho. A maior vantagem é estar a aproximadamente 1h de Bangkok.

Koh Tao

Essa já é bastante conhecida pelos turistas e, portanto, mais movimentada. Rodeada por resorts, restaurantes, baladas e cafés, a ilha concentra boa parte da agitação na praia de Sairee. A baía atrai mergulhadores de todos os níveis, que nadam entre peixes e recifes. Para quem deseja se isolar, há boas opções nas montanhas e ao sul do píer.

Koh Lanta

Entre Koh Phi Phi e o continente, esse conjunto de ilhas no Mar de Andamão tem praias extensas, montanhas e selvas que facilmente encantam os turistas. Em Koh Lanta Yai, onde há infraestrutura turística, os viajantes encontram preços mais atrativos do que na ilha vizinha, com a vantagem de ter vista para o mar na maioria dos hotéis e bangalôs.

Koh Chang

Próxima à fronteira com o Camboja, a segunda maior ilha tailandesa reúne florestas densas, cachoeiras, picos montanhosos e muitos recifes de corais nas praias amplas e desertas. Mesmo atraindo bastante gente, consegue manter a tranquilidade durante o dia. Mas ao cair da noite, as festas começam a bombar.

Koh Phangan

Carregando o título de “festeira” por causa da lendária Full Moon Party na praia de Haad Rin, a ilha não é apenas o reduto de baladeiros de plantão. Localizada entre as ilhas Samui e Tao, Koh Phangan reúne praias mais tranquilas ao Norte, onde a yoga e a meditação se fazem presentes. No Nordeste, o acesso é mais difícil por conta da estrada, mas quem chega lá ganha de presente um paraíso remoto, ideal para relaxar.

Ilhas Similan

Um conjunto de nove ilhas forma Similan, destino ideal para exploradores e mergulhadores, que desfrutam de águas muito azuis e muito cristalinas. Trilhas e escaladas se incluem no passeio, chegando até mirantes espetaculares. Quem dispensa a adrenalina pode apenas curtir as belas praias, sem grandes preocupações. Os resorts são proibidos, mas bangalôs de madeira dão conta do recado e acomodam bem os visitantes.

Koh Mook

A pequena ilha é o lar de pescadores e de “ciganos do mar” na parte Leste. Assim, é tomada pela simplicidade e pela pouca infraestrutura. Mas, no final da península está o resort Sivalai, tido como uma das melhores opções do sudoeste da Tailândia. Não há muito o que fazer em Koh Mook, apenas tomar um sol, relaxar e fazer um passeio de caiaque.

Koh Lipe

Ao Sul do país, já na proximidade com a Malásia, Koh Lipe é um dos paraísos perdidos da Tailândia. Pequenina, tem acesso um tanto difícil e não permite a entrada de carros. A jornada compensa ao avistar a Sunset Beach, onde estão hotéis pé na areia, águas cristalinas, bares e restaurantes. É uma boa opção para quem quer fugir da rota convencional.

Koh Hong

Parte da província de Krabi, Koh Hong costuma ser inclusa em passeios, mas ainda são poucos que chegam até ela para visitar. Sem moradoras, é uma área de proteção ambiental, onde uma belíssima e silenciosa praia abriga os turistas. O visual, que parece ser retocado em Photoshop, vale cada centavo investido.

Post por Brunella Nunes
Fotos: divulgação

Para onde viajar
Eu tenhoBudget
e quero viajar porDias
Para onde viajar

+ Não há comentários

Comente